10:54 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Militares iranianos, foto de arquivo

    Lavrov: Moscou não aceitará declarações do Irã que exigem destruir Israel

    © AP Photo / Vahid Salemi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    202519

    Rússia não aceitará declarações do Irã segundo as quais Israel deve ser erradicado da face da Terra, avisou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

    Para Moscou, as intenções de destruir Israel são inaceitáveis, destacou Lavrov.

    "Repetidamente alegamos que não podemos aceitar as declarações que exigem destruir Israel, erradicá-lo da face da Terra, por ser uma entidade sionista", lembrou.

    "Acho que esse é o caminho absolutamente incorreto para promover seus próprios interesses", disse.

    Além disso, o ministro sublinhou que "não estamos [Rússia] de acordo com tentativas de considerar qualquer problema regional através de luta contra Irã".

    Este mês, as Forças de Defesa de Israel alegadamente derrubaram um drone iraniano na Síria. Além disso, Israel realizou ataques contra baterias de defesa antiaérea sírias em resposta à queda de um caça israelense F-16 pelas forças sírias. 

    Israel atacou 12 posições na Síria, entre as quais oito aviões sírios e três baterias antiaéreas. Após o incidente, o Ministério das Relações Exteriores iraniano desmentiu a presença militar de seu país na Síria, negando ter relação com o drone abatido.

    Ademais, para esclarecer a situação com o acidente do drone, será possível somente com a ajuda de mecanismos da ONU, aconselhou.

    Netanyahu discursa durante a Conferência de Segurança de Munique, em 18 de fevereiro de 2018
    © REUTERS / Lennart Preiss/MSC Munich Security Conference/Handout
    O ministro confirmou que as relações entre Israel e Irã "se tornam cada vez mais tensas", mas isso provêm de razões históricas.

    Nessa conexão, Lavrov lembrou que em 6 de dezembro de 2017, o presidente dos EUA declarou que seu país reconhece a cidade de Jerusalém como capital de Israel e anunciou a transferência da embaixada norte-americana, que atualmente se encontra em Tel Aviv.

    Assim, destacou o alto diplomata, "tais ações aumentam o risco de agravar ainda mais a situação na região, que atualmente é deplorável".

    Em sua opinião, tal passo também se baseia na política anti-iraniana.

    Mais:

    Israel responde a ataque proveniente da Faixa de Gaza
    Israel sofre ataque lançado da Faixa de Gaza
    Israel afirma que atingiu 18 alvos do Hamas
    Tags:
    inimigo, conflito armado, destruição, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, Irã, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik