14:34 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    O vice-príncipe herdeiro e ministro da Defesa da Arábia Saudita Mohammad bin Salman

    Especialista: prisões na família real anunciam grandes mudanças na Arábia Saudita

    © REUTERS / Stringer
    Oriente Médio e África
    URL curta
    651
    Nos siga no

    A Arábia Saudita passará por mudanças estruturais de maior envergadura, desde a criação do reino em 1932, relacionadas com à nova geração na cúpula governante do país, disse o especialista egípcio, ex-assessor do ministro das Relações Exteriores do Egito, Hussein Haridi.

    "Hoje a Arábia Saudita, pela primeira vez em sua história recente, começou a trilhar o caminho de uma completa modernização, que afetará os principais valores nacionais e as relações que imperam na sociedade. Por outro lado, está evidente que o poder está sendo transferido de uma geração formada em condições de isolamento para uma nova geração, que cresceu em um outro mundo", disse o especialista em entrevista à Sputnik.

    Neste sábado, a imprensa árabe informou sobre a detenção de quase 40 pessoas ligodas à cúpula do governo, entre ministros, militares e empresários.

    A medida foi divulgada logo após o rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud, de 81 anos, ter decretado a criação do Comitê Supremo de combate à corrupção, sob a chefia do príncipe herdeiro, Mohammad bin Salman, de 32.

    O comitê determinou, entre outras medidas, a detenção de 11 príncipes da família governante.

    Entre os detidos está o bilionário Alwaleed Bin Talal Alsaud, membro da família real, com negócios espalhados por todo o mundo. Além disso, o comitê afastou o comandante da Guarda Nacional, bem como o comandante da Marinha.

    Haridi considera que essas mudanças estão relacionadas com o desejo do jovem príncipe herdeiro de neutralizar seus possíveis concorrentes ao trono. Por outro lado, os acontecimentos também estão relacionados com a situação na região e as tensões entre a Arábia Saudita e o Irã.

    "As mudanças foram realizadas com intuito de excluir toda a oposição à política interna e externa do príncipe, inclusive no que tange ao conflito com o Irã", explicou o interlocutor da agência.

    Ele lembrou que os afastamentos e as detenções na Arábia Saudita coincidiram com a inesperada renúncia do premiê libanês, Saad Hariri.

    Riad possui grande influência no Líbano, onde o movimento xiita Hezbollah, apoiado pelo Irã, é a sua principal dor de cabeça.

    O especialista destacou que a Arábia Saudita passou por uma série de mudanças nos últimos tempos, "cujas consequências sobre a estabilidade do reino e na região do Oriente Médio ainda não é possível calcular".

    De todo modo, todas essas mudanças, estão voltadas ao fortalecimento das posições do príncipe herdeiro na iminência de transferência do poder, afirma Haridi. 

    "Estamos testemunhando o novo período de transformações políticas na Arábia Saudita e na expectativa do príncipe herdeiro Mohammad bin Salman assumir o trono", concluiu o interlocutor da agência Sputnik.

    Mais:

    Agenda secreta: Jared Kushner fez viagem não divulgada à Arábia Saudita
    Arábia Saudita 'joga em dois campos' ao aproximar-se de Moscou?
    Analista sobre venda de S-400 à Arábia Saudita: na política se inicia uma nova fase
    Tags:
    política, Mohammad bin Salman, Hussein Haridi, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar