02:11 24 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Premiê iraquiano, Haider al-Abadi

    Premiê do Iraque coloca condições para o início do diálogo com o Curdistão

    © Sputnik/ Sergei Mamontov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    155581

    O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, declarou que o reconhecimento da integridade territorial do país é a condição para o início do diálogo com as autoridades da região do Curdistão iraquiano.

    "A nossa posição é clara. Todo diálogo deverá se fundamentar nos seguintes princípios. Integridade territorial do Iraque. Cumprimento da constituição do Iraque. Não reconhecimento dos resultados do referendo", afirmou Abadi aos jornalistas nesta quinta-feira.

    "Essa posição não é negociaável, nem necessita de iniciativas ou de mediação", concluiu o premiê, cujo discurso foi divulgado no Twitter do governo iraquiano.

    Abadi destacou que o governo do Iraque não está boicotando o Curdistão e que as relações entre Bagdá e a região autônoma continuam.

    No dia 25 de setembro, Curdistão iraquiano realizou um refendo sobre a independência da região. Segundo as autoridades eleitorais, 92,7% votaram a favor da agenda separatista. O governo do Iraque declarou o referendo de ilegal e afirmou que, sob pretexto algum, pretende discutir os resultados da votação.

    Mais:

    Curdistão: Após ordem de prisão por referendo, Iraque e Irã planejam 'grande ataque'
    Ameaças? Vice-premiê da Turquia pede que Curdistão anule referendo de independência
    Embaixador do Iraque nega a possibilidade de um conflito armado entre Bagdá e Curdistão
    'Querem criar um novo Israel', diz líder do Irã sobre referendo do Curdistão
    Israel usou o Mossad para interferir no referendo no Curdistão, diz Erdogan
    Sem reconhecer referendo, EUA erram e fortalecem o Daesh, diz líder do Curdistão
    Tags:
    crise, referendo, independência, Haider al-Abadi, Curdistão iraquiano, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik