23:20 18 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Preparativos para o referendo sobre a independência no Curdistão iraquiano

    Sauditas se oferecem para mediar o referendo curdo-iraquiano sobre a independência

    © REUTERS/ Azad Lashkari
    Oriente Médio e África
    URL curta
    961203

    O ministro saudita do Golfo, Thamer Al-Sabhan, ofereceu ajuda para aliviar as tensões entre os funcionários em Bagdá e o Curdistão iraquiano, uma região autônoma no Iraque que planeja realizar um referendo sobre a questão da separação do país em setembro.

    A Arábia Saudita manifestou sua prontidão para atuar como mediadora entre os governos do Iraque e o Curdistão iraquiano para aliviar o conflito bilateral despertado após Erbil anunciar sua decisão de realizar um referendo de independência, disse o governo regional do Curdistão no domingo em uma declaração divulgada após uma reunião do presidente curdo-iraquiano Masoud Barzani.

    De acordo com a declaração, o ministro saudita também elogiou os curdos e a milícia deles, nomeada Peshmerga na luta contra o terrorismo.

    No sábado, o primeiro-ministro iraquiano Haider Abadi disse que Bagdá estava pronto para lançar uma operação militar no Curdistão se o plebiscito de independência provocar um surto de violência.

    Em junho, Masoud Barzani, presidente do Curdistão iraquiano, estabeleceu o 25 de setembro como data de um referendo de independência. A votação tem sido amplamente criticada por vários países, incluindo a Rússia, a Turquia, o Irã e os Estados Unidos. Enquanto Moscou expressou apoio à unidade e à integridade territorial do Iraque, Washington teria pedido ao presidente iraquiano do Curdistão, Masoud Barzani, para adiar o encerramento do referendo da independência da região. No início desta semana, o parlamento iraquiano votou contra o referendo da independência iraquiana do Curdistão.

    As autoridades do Curdistão levantaram repetidamente a questão da independência desde 2005, quando a Constituição iraquiana reconheceu a região como uma entidade autônoma.

    Mais:

    EUA querem ajudar Curdistão iraquiano a se separar?
    Curdistão iraquiano pede ajuda militar à Rússia
    Presidente do Curdistão sai do cargo em tentativa de conter divergências políticas
    Presidente do Curdistão: 'Colapso do Iraque é inevitável'
    Independência de Curdistão: como será o Iraque depois do Daesh?
    Tags:
    independência, referendo, Constituição iraquiana, Unidade Peshmerga do Curdistão iraquiano, Peshmerga, Thamer Al-Sabhan, Masoud Barzani, Haider Abadi, Curdistão, Riade, Estados Unidos, Curdistão iraquiano, Golfo Pérsico, Turquia, Bagdá, Iraque, Arábia Saudita, Washington, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik