10:49 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados nigerianos inspecionam palácio usado pelo Boko Haram como quartel-general em Bama

    Pesquisa: maior parte de terroristas suicidas do Boko Haram é de mulheres e crianças

    © AFP 2017/ NICHOLE SOBECKI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 21

    A maior parte dos terroristas suicidas do Boko Haram é formada por mulheres e crianças, de acordo com uma pesquisa do Centro de Combate ao Terrorismo da Academia Militar de West Point.

    A pesquisa de Jason Warner e Hilary Matfess utilizou dados de 11 de abril de 2011 até 30 de junho de 2017. Foram 434 ataques com bomba contra 247 alvos diferentes, deste total, 238 casos foram de atentados suicidas. Ao menos 56% destes atentados foram cometidos por mulheres e 81 foram realizados por pessoas identificadas como crianças e adolescentes, de acordo com o levantamento. 

    O Boko Haram é o primeiro grupo terrorista a utilizar principalmente mulheres em atentados suicidas, afirmou Jason Warner. De acordo com o estudo, os motivos da escolha preferencial por mulheres e crianças são: menor chance de revista e maior receptividade a discursos de violência.

    A organização terrorista é filiada ao Daesh e já realizou ataques de larga escala no nordeste da Nigéria em 2009 e bombardeou um escritório da ONU em Abuja em 2011, matando 21 pessoas. O Boko Haram é responsável por milhares de sequestros na Nigéria e em estados africanos vizinhos.

    Mais:

    Boko Haram mata mais de 50 petroleiros em ataque na Nigéria
    Comando militar da Nigéria: 'Boko Haram perdeu a guerra'
    82 meninas sequestradas pelo Boko Haram são libertadas
    Exército nigeriano resgata 1880 reféns do Boko Haram
    Boko Haram ataca Exército da Nigéria
    Militares de cinco países africanos planejam ofensiva ‘final’ contra Boko Haram
    Tags:
    Daesh, Boko Haram
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik