02:52 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Atentado em Manchester (20)
    1 0 0
    Nos siga no

    O irmão menor do autor do atentado em Manchester estava preparando um ataque contra o chefe da missão da ONU na Líbia, escreve o jornal britânico The Telegraph citando fontes diplomáticas.

    Segundo os diplomatas, Hashim Abedi, de 20 anos de idade, irmão do terrorista-suicida Salman Abedi, desempenhava um papel "significante" na célula terrorista que planejava fazer explodir o cortejo do enviado especial do Secretário-Geral da ONU à Líbia Martin Kobler durante sua visita a Trípoli no início de 2017.

    Os serviços de segurança vigiaram Hashim e seus cúmplices por vários meses prevenindo o atentado.

    Segundo o jornal, a agência britânica de inteligência MI6 está atuando neste momento na Líbia e investigando, juntamente com as autoridades líbias, se a célula estendeu suas atividades ao Reino Unido.

    O irmão de Salman Abedi, indicado como autor do ataque na Manchester Arena, foi preso na quarta-feira (24) em Trípoli acusado de estar ligado ao Daesh. Durante um interrogatório, ele confessou que seu irmão e ele apoiavam o Daesh.

    De acordo com o The Telegraph, Hashim Abedi foi detido a caminho do banco onde queria tirar 4,5 mil dinares líbios (R$ 10,5 mil) enviados por seu irmão de Manchester.

    Na noite da última segunda-feira (22), ao fim de um show da cantora americana Ariana Grande, uma grande explosão provocou a morte de 22 pessoas e deixou outros 60 feridos. O incidente ocorreu por volta das 22h30, horário local, e cerca de 20 mil pessoas, em sua maioria jovens e adolescentes, se encontravam no estádio no momento do atentado.

    Tema:
    Atentado em Manchester (20)

    Mais:

    Ataque em Manchester: Theresa May eleva nível de ameaça e teme atentado 'iminente'
    Atentado em Manchester: confira o mapa
    Daesh reivindica atentado em Manchester
    Tags:
    MI6, Daesh, Martin Kobler, Salman Abedi, Líbia, Reino Unido, Manchester
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar