12:46 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    23402
    Nos siga no

    O representante oficial da Casa Branca Sean Spicer chamou a Síria, a Coreia do Norte e o Irã de "Estados falhados" que não apoiam a posição dos EUA.

    "Os únicos países que não apoiam a posição dos EUA são a Síria, a Coreia do Norte, o Irã e a Rússia. Todos eles são Estados falhados, excluindo a Rússia. Não é o melhor momento para organizar uma festa de coquetel com estes países", disse Spicer aos jornalistas comentando as ações os EUA na Síria.

    Todavia, a posição de Casa Branca tem muitas contradições, nota o especialista na área de política internacional e comentador iraniano da Universidade de Teerã, Seyed Mojtaba Jalalzadeh.

    Segundo Jalalzadeh, as declarações de Sean Spicer são feitas para a mídia e não refletem a estratégia real. Por exemplo, as declarações sobre o Irã ser um Estado falhado e desagregado são infundadas. Não se baseiam em quaisquer dados sobre o nível de vida, sobre a economia ou a cultura do país.

    O especialista considera que o atual governo de Donald Trump se parece com o de George W. Bush – ambos julgam que os EUA perderam seu poderio na arena internacional e querem desesperadamente restabelecê-la. Durante a governação de Bush tais acusações infundadas já soaram em relação ao Irã, o comparando com a Coreia do Norte e a Líbia. Estes países foram batizados de "eixo do mal", o que permitiu introduzir sanções contra estes países e ameaçá-los.

    A Casa Branca acusa o Irã de "intervir nos assuntos internos de países do Oriente Médio, de prestar a ajuda financeira e militar – de que maneira um estado falhado pode fazer isso?" pergunta Seyed Mojtaba Jalalzadeh.

    "É precisamente por que isso os EUA não podem aceitar e tolerar um Estado poderoso, que está completamente contra a sua política. Para os EUA um Estado desses é o Irã, que depois da revolução islâmica a cada ano se torna mais moderno e forte", disse Seyed Mojtaba Jalalzadeh à Sputnik Persa.

    O especialista concluiu dizendo que o Irã agora é um dos Estados mais fortes, influentes e independentes do Oriente Médio.

    Mais:

    Irã quer comprar 100 aviões russos Sukhoi Superjet
    E se o Irã realizar treinamentos militares no Golfo do México?
    Irã opta por aviões e helicópteros russos apesar de ofertas ocidentais
    Tags:
    George W. Bush, Donald Trump, Líbia, Coreia do Norte, EUA, Teerã, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar