13:41 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Um membro do agrupamento terrorista  Ahrar al-Sham despara contra os combatentes das YPG, na província de Raqqa, em 25 de agosto de 2013

    Coalizão liderada pelos EUA mata 14 sírios perto de Raqqa

    © AFP 2019 / Alice Martins
    Oriente Médio e África
    URL curta
    536
    Nos siga no

    Ataques aéreos da coalizão liderada pelos Estados Unidos levaram à morte de 14 civis sírios perto da cidade de Raqqa, relata a mídia.

    Entre as vítimas, há seis crianças e quatro mulheres.

    Ataques aéreos mataram 14 civis, incluindo seis crianças, na quinta-feira (9), perto da cidade de Raqqa, no norte da Síria, disse o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

    A mídia relata que os aviões de guerra pertenceriam à coalizão liderada pelos EUA, que está apoiando uma aliança de milícias sírias em sua campanha contra a base de operações do Daesh na Síria. Com ataques aéreos e forças terrestres especiais da coalizão liderada pelos EUA, uma aliança das milícias da Síria vem lançando ofensiva contra Raqqa, a base do Daesh na Síria.

    As Forças Democráticas Sírias, apoiadas pelos EUA, fecharam a última estrada principal de Raqqa nesta semana, cortando a passagem entre a cidade e a fortaleza do grupo militante de Deir al-Zor.

    Presidente turco Recep Tayyip Erdogan fala durante a reunião com investidores internacionais no Palácio presidencial em Ancara, Turquia, 2 de agosto de 2016
    © AFP 2019 / KAYHAN OZER / Serviço público do presidente turco
    Uma série de ataques aéreos realizada, aparentemente, pelos caças da coalizão liderada pelos EUA contra o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia), na quinta-feira, causou a morte de pelo menos 14 civis perto da cidade síria de Raqqa, relata a agência de notícias EFE, citando testemunhas.

    Os ataques atingiram pontos perto da aldeia de Al-Matab, uma aldeia a sudeste da cidade de Raqqa, perto do rio Eufrates e ao longo da estrada para a província de Deir al-Zor, disse o Observatório. A maioria dos mortos era da mesma família.

    Entre os mortos, há seis crianças e quatro mulheres.

    A aviação militar das forças de coalizão está realizando operações que visam lutar contra os terroristas de sua principal sede na Síria – Raqqa.

    Segundo os militares dos EUA, é preciso "esforços extraordinários" para evitar mortes de civis durante os bombardeios contra a organização terrorista Daesh na Síria e no Iraque.

    As estimativas militares de civis mortos por ataques aéreos da coalizão são geralmente menores do que as dos grupos de monitoramento.

    Tags:
    ataque aéreo, coalizão, vítimas, Efe, Daesh, Raqqa, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar