23:53 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3223
    Nos siga no

    A presença militar russa na Síria será reduzida, mas Moscou continuará a luta contra o terrorismo internacional, declarou o presidente russo Vladimir Putin na quinta-feira (29).

    "Concordo com a proposta do Ministério da Defesa de reduzir a nossa presença na República da Síria. Sem dúvida, continuaremos a lutar contra o terrorismo internacional, apoiaremos o governo legítimo sírio na luta contra o terrorismo e, com certeza, cumpriremos os acordos por nós alcançados, inclusive sobre o desenvolvimento de postos das Forças Armadas russas em Tartus e no aeródromo de Hmeymim", disse Putin no encontro com os ministros das Relações Exteriores e da Defesa russos.

    O ministro da Defesa russo Sergei Shoigu afirmou que as condições para reduzir o contingente russo já foram criadas.

    Na quinta-feira (29), Putin disse sobre a assinatura pelo governo e oposição síria do acordo sobre o cessar-fogo no país. De acordo com o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, o cessar-fogo na Síria entrará em vigor à meia-noite de 30 de dezembro. O comando sírio já confirmou que as tropas governamentais da Síria param ações militares no território do país desde 30 de dezembro.

    Mais:

    Mídia: Rússia, Turquia e Irã planejam dividir Síria em zonas de influência
    'Rússia alcançou seu objetivo na Síria'
    30 bombardeios na Síria nas últimas 24h, diz Ministério da Defesa da Rússia
    Turquia e Rússia elaboram plano de cessar-fogo que pode pôr fim às hostilidades na Síria
    Opinião: importância da aliança Rússia-Irã na Síria cresce diariamente
    Tags:
    presença, contingente militar, Vladimir Putin, Sergei Shoigu, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar