01:51 18 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Ataque a hospital russo em Aleppo (13)
    115
    Nos siga no

    O hospital móvel russo, bombardeado por terroristas em Aleppo, seria utilizado, inclusive, para evacuar civis feridos. A declaração foi feita pelo enviado especial da ONU para Síria, Staffan de Mistura.

    Ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov durante o encontro com o presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Peter Maurer, Moscou, Rússia, novembro de 2016
    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    “Vocês possivelmente não sabem, mas essa instituição estava entre as que deveriam ser usadas em caso de evacuação por motivos médicos. Naquele dia estávamos negociando isso. Vocês podem imaginar o choque que isso (o ataque) foi para nós”, disse Staffan de Mistura aos jornalistas após a reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a Síria. 

    O representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, informou nesta segunda-feira que os militantes da “oposição” síria realizaram, no dia 5 de dezembro, um bombardeio ao hospital móvel militar russo em Aleppo. Dois médicos militares russos morreram e um ficou ferido. População civil, que estava sendo atendida no momento do ataque, também morreu.  

    Tema:
    Ataque a hospital russo em Aleppo (13)

    Mais:

    Putin critica silêncio de organizações humanitárias sobre bombardeio a hospital russo
    Moscou: 'Reação da OTAN sobre ataque a hospital em Aleppo é caso claro de padrões duplos'
    Por que hospital russo foi atacado em Aleppo?
    Kremlin: Terroristas realizaram um ataque de alta precisão contra hospital em Aleppo
    Tags:
    Rússia, Síria, Aleppo, Staffan de Mistura, ONU, Conselho de Segurança da ONU, ataque aéreo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar