10:39 24 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    451
    Nos siga no

    Resolver a crise na Síria é impossível sem a participação da Rússia, os Estados Unidos têm de cooperar com a Rússia na luta contra a ameaça global do terrorismo, disse em uma entrevista ao canal australiano ABC o rei da Jordânia, Abdullah II.

    O rei da Jordânia chegou anteriormente à Austrália com uma visita. Ambos os países são membros da coalizão internacional de combate ao terrorismo liderada pelos Estados Unidos.

    "Eu acho que a maioria de nós, que entendemos a Síria, compreende que não existe uma solução sem os russos, é isso que estamos discutindo durante o último ano ou dois", disse o rei ao ABC.

    O monarca disse que agora é preciso esperar qual será a nova estratégia dos EUA para a Rússia após a tomada de posse do presidente eleito, Donald Trump. Ele acrescentou que Moscou e Washington têm de se unir na luta contra a ameaça global do terrorismo.

    "Estamos lidando com o problema global do terrorismo, uma nova terceira guerra mundial que decorre de outra forma… e eu tenho a sensação de que tem havido mais ódio entre Moscou e Washington do que contra os extremistas. Espero que isso vá mudar, porque a prioridade real é a luta contra a ameaça global", disse Abdullah II.

    Mais:

    Por que todo Oriente Médio lucrará com base naval russa na Síria?
    Exército Livre da Síria frustra evacuação de 200 civis de Aleppo
    Tags:
    crise, terrorismo, Guerra Civil Síria, Abdullah, Donald Trump, Síria, Jordânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar