17:06 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Exposição de Steve McCurry em Erfurt, Alemanha

    Famosa moça afegã condenada a prisão e deportada do Paquistão

    © AP Photo/ Jens Meyer
    Oriente Médio e África
    URL curta
    250

    Nesta sexta-feira (4) um tribunal no Paquistão sentenciou Sharbat Gula a 15 dias de prisão, a uma multa de 110 mil rupias (cerca de 1 mil dólares) e deportação após o prazo, informou o Express Tribune. Sharbat Gula se admitiu culpada de posse de cartão de identidade paquistanês falso.

    No inverno de 1984 um menina de cerca de 12 anos, juntamente com sua família e um pequeno grupo de refugiados, deixou o Afeganistão para o Paquistão através das montanhas e sob o fogo de artilharia. Os pais dela morreram antes de ela chegar no campo de refugiados de Nasir Bagh.

    Foi exatamente neste campo que o fotógrafo Steve McCurry pediu a permissão dela para tirar uma foto. O fotógrafo não perguntou o nome dela e, em junho de 1985, a foto foi publicada na revista National Geographic, tendo se tornado em uma das fotos mais populares do mundo.

    A identidade da moça afegã continuou desconhecida durante 17 anos: só em janeiro de 2002 a equipe da revista viajou de novo para o Afeganistão e conseguiu achar ela.

    Agora, ela já tinha cerca de 30 anos — ela não sabia exatamente a sua idade e não sabia nada sobre o sucesso da sua foto.

    Para tirar a nova foto a mulher pediu permissão do seu marido porque atualmente segue as rígidas regras religiosas e usa hijab. O nome dela é Sharbat Gula. 

    Sharbat Gula acompanhada pela polícia ao tribunal em Peshawar. 4 de novembro de 2016
    © REUTERS/ Fayaz Aziz
    Sharbat Gula acompanhada pela polícia ao tribunal em Peshawar. 4 de novembro de 2016
    De acordo com dados não confirmados, atualmente a mulher faz parte da tribo pashtun, uma das mais guerreiras no Afeganistão que um dia fez parte do movimento Talibã (organização terrorista proibida na Rússia).

    No momento em que  McCurry achou ela de novo a mulher já tinha três filhos.

    Nesta sexta-feira (4) um tribunal no Paquistão sentenciou Sharbat Gula a 15 dias de prisão, a uma multa de 110 mil rupias (cerca de 1 mil dólares) e deportação após o prazo, informou o Express Tribune. Sharbat Gula se admitiu culpada de posse de cartão de identidade paquistanês falso.

    O embaixador do Afeganistão em Islamabad Omar Zakhilwal se congratulou com a decisão dizendo:

    "Logo ela ficará livre da incerteza da vida de refugiada porque já na segunda-feira que vem voltará à Pátria."

    Gula foi detida em 26 de outubro na cidade de Peshawar sob suspeita de aquisição de cartão de identidade falsificado.

    Tags:
    celebridades, foto, Afeganistão, Paquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik