16:53 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Na foto: carros danificados pela explosão em Diyarbakir, sudoeste da Turquia, em 4 de novembro de 2016

    Forte explosão registrada no sudeste da Turquia

    © REUTERS/ Ihlas News Agency
    Oriente Médio e África
    URL curta
    101

    As autoridades suspeitam do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

    Logo depois do incidente, a mídia local informou que pelo menos 30 pessoas ficaram feridas e uma pessoa morreu na sequência de uma forte explosão em Diyarbakir, Turquia, nesta sexta-feira (4).

    Um pouco depois, o ministro da Justiça turco, Bekir Bozdag, informa sobre várias mortes entre policiais e civis.

    Já de acordo com a última declaração pública do primeiro-ministro da Turquia, Binali Yildirim, há pelo menos oito mortos e mais de 100 feridos.

    A explosão ocorreu nas primeiras horas da manhã, perto do prédio do departamento antiterrorista da polícia, informou o canal NTV, citando fontes das autoridades. A polícia cercou a área, várias ambulâncias foram enviadas para o local.

    De acordo com as informações preliminares, a explosão foi realizada com um carro armadilhado.

    Ataques semelhantes foram realizados anteriormente por militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), de acordo com as autoridades turcas.

    As tensões entre Ancara e o PKK escalaram em julho de 2015, quando um cessar-fogo entre as partes desmoronou por uma série de ataques terroristas supostamente cometidos pelos membros do grupo, que é proibido na Turquia como organização terrorista.

    Mais:

    Câmara de Comércio e um estacionamento na Turquia ficam danificados na explosão
    Turquia: Aeroporto de Diyarbakir é alvo de quatro disparos de foguetes
    Tags:
    explosão, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Diyarbakir, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik