23:10 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Consequências do ataque em Sanaa, Iêmen, 8 de outubro de 2016

    Coalizão saudita quer investigar ataque em Sanaa junto com EUA

    © AFP 2018/ MOHAMMED HUWAIS
    Oriente Médio e África
    URL curta
    219

    Coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita está disposta a cooperar com os EUA na investigação do ataque durante procissão fúnebre na cidade iemenita de Sanaa, informa a agência saudita SPA se referindo ao comunicado da própria coalizão.

    "Será imediatamente iniciada uma investigação pela direção, que indicou que o grupo de investigação tentará aproveitar da experiência do lado americano e recolher experiência dessas investigações. Aos investigadores será dado acesso aos dados e informações sobre as operações militares realizadas no dia e no local do incidente, bem como em áreas adjacentes, que estão à disposição de coalizão", cita a agência SPA o comunicado.

    De acordo com a ONU, em resultado do ataque em Sanaa realizado ontem (8) morreram 140 pessoas. Mais de 500 ficaram feridas. Segundo dados de outras fontes, o número de vítimas chega a 213 pessoas. A coalizão árabe insiste em não ter participado do ataque. Segundo outros dados, a coalizão liderada pela Arábia Saudita lançou cinco ataques aéreos contra a capital do Iêmen, Sanaa, após o ataque contra a cerimônia fúnebre.

    Mais:

    Ataque saudita em velório de pai de ministro deixa mortos e feridos no Iêmen
    Fonte informa que coalizão saudita realizou cinco ataques aéreos contra o Iêmen
    EUA fazem 'revisão imediata' de apoio à coalização saudita após ataque no Iêmen
    Tags:
    ataque aéreo, investigação, Sanaa, Iêmen, Arábia Saudita, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik