10:56 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Bairro Saif Al Dawla da cidade de Aleppo (Síria) - foto de arquivo

    Enviado especial da ONU na Síria avisa da destruição total de Aleppo

    © AP Photo/ Manu Brabo
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1536

    Se os combates na parte oriental de Aleppo continuarem com a mesma intensidade, esta parte da cidade será destruída completamente até final do ano, declarou aos jornalistas o enviado especial da ONU para a Síria Staffan de Mistura.

    "O que poderá acontecer se os bombardeios continuarem? Depois de dois meses, dois e meio no máximo, de ataques de tal intensidade, Aleppo poderá acabar por ser destruída completamente. Especialmente se se trata da parte antiga da cidade", disse ele.

    De Mistura se dirigiu a Moscou e Damasco perguntando "se vale a pena destruir a cidade para eliminar mil combatentes", e se eles estão prontos a parar os ataques, caso os combatentes da Frente al-Nusra deponham as armas, apelando a obter uma resposta o mais rápido possível. Segundo de Mistura, se a Rússia e a Síria não aceitarem esta proposta, elas "serão julgadas pela História".

    Entretanto, o enviado especial da ONU sublinhou que se dá conta que para uma retirada segura dos militantes da Frente al-Nusra de Aleppo para Idlib serão necessárias garantias, inclusive da parte de Moscou e de Damasco.

    Mais:

    Rússia: é preciso proteger militares russos na Síria contra 'erros' americanos
    Assad: 'Oposição moderada na Síria é um mito'
    'Cessar-fogo na Síria nunca será aplicado ao Daesh', diz chanceler russo
    Tags:
    patrimônio cultural, Frente al-Nusra, ONU, Staffan de Mistura, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik