07:11 22 Maio 2018
Ouvir Rádio
    A cidade de Darayya destruída na Síria

    Moscou lamenta que EUA sejam incapazes de separar oposição e terroristas na Síria

    © Sputnik / Nour Melhem
    Oriente Médio e África
    URL curta
    137

    Os EUA não têm capacidade para cumprir sua promessa de separar a oposição dos terroristas na Síria, declarou o vice-chanceler russo Sergei Ryabkov.

    O diplomata informou a mídia que "a administração dos EUA é incapaz de cumprir o que é necessário para implementar o acordo, ou seja, garantir a separação da 'oposição moderada' dos terroristas."

    Segundo ele, os EUA devem convencer a oposição armada a renunciar à violência para que a solução da crise síria seja possível.

    Ao mesmo tempo o diplomata russo ressaltou que a ideia do secretário de Estado dos EUA John Kerry de proibir os voos da Força Aérea da Síria não funciona.

    "Não tenho a certeza se as ideias de Kerry são viáveis, a nossa delegação e o ministro (das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov) pessoalmente continuarão debatendo hoje a questão, inclusive a realização de uma nova reunião do Grupo Internacional de Apoio à Síria", comunicou Ryabkov.

    Segundo ele, os EUA "alegadamente têm provas do envolvimento de aviões russos no ataque contra o comboio humanitário".

    De acordo com ele, os EUA sugerem que na Síria também sejam proibidos os voos da Força Aeroespacial da Rússia.

    "Sem investigar de maneira apropriada as circunstâncias deste incidente, sem analisar e tomar em conta os dados providenciados pelo Ministério da Defesa da Rússia (…), a administração norte-americana chegou a uma conclusão, à sua própria conclusão sobre isso, e indicou os culpados", frisou Ryabkov.

    Vale lembrar que na semana passada as forças da coalizão internacional liderada pelos EUA realizaram um ataque aéreo contra posições do Exército sírio na região de Deir ez-Zor, causando a morte de 62 militares e cerca de 100 feridos.

    No dia 20 de setembro, um comboio humanitário conjunto da Cruz Vermelha Síria e de organizações humanitárias da ONU, composto por 31 caminhões levando ajuda para 78.000 pessoas, ficou sob fogo perto da cidade de Aleppo. De acordo com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, 18 caminhões foram destruídos.

    Mais:

    Síria: Rússia e Bielorrússia enviam mais de 20 toneladas de ajuda humanitária
    Kerry e Lavrov devem realizar novo encontro sobre a Síria nas próximas horas em NY
    Médicos são novamente alvos de ataque aéreo na Síria
    Tags:
    oposição moderada, coalizão internacional, comboio, violência, terroristas, Força Aeroespacial da Rússia, Grupo Internacional de Apoio à Síria (ISSG), Ministério da Defesa (Rússia), Ministério das Relações Exteriores, ONU, Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Sergei Ryabkov, Sergei Lavrov, John Kerry, Deir ez-Zor, Aleppo, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik