13:36 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    0 91
    Nos siga no

    A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, defendeu na última segunda-feira (26) a inserção da região do Nordeste no "boom" do agronegócio brasileiro.

    A declaração foi durante a realização do 5º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio. De acordo com a ministra, o envolvimento de grandes cooperativas pode impulsionar iniciativas bem sucedidas de produtores do Nordeste.

    O vice-presidente da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), Hélio Sirimarco, em entrevista à Sputnik Brasil, afirmou que as declarações de Tereza Cristina mostram que há uma preocupação do Ministério da Agricultura com o desenvolvimento da região do Nordeste.

    "O programa AgroNordeste, que foi lançado em outubro do ano passado, tem por objetivo oferecer condições aos pequenos produtores, voltado basicamente para a agricultura familiar, para que tenham condições de desenvolver mais a sua capacidade produtiva, ampliar o escopo de produtos, diversificar e buscar realmente um aumento da produção para a região", afirmou.

    De acordo com ele, o cultivo da terra realizado por pequenos proprietários rurais é fundamental para a inserção do Nordeste, considerando que "mais de 80% da mão de obra do setor da região é da agricultura familiar".

    Agronegócio brasileiro (foto de arquivo)
    © AP Photo / Andre Penner
    Agronegócio brasileiro (foto de arquivo)

    Ao comentar o envolvimento de grandes cooperativas para ajudar a impulsionar o agronegócio na região, o vice-presidente da SNA comentou que a ideia é que essas organizações "possam efetivamente orientar, instruir, capacitar os pequenos produtores".

    "As grandes cooperativas detêm uma condição de capacitar essa mão de obra e efetivamente aumentar a produção na região. E, com isso, inserir a região no 'boom' do agronegócio brasileiro", disse o especialista.

    De acordo com ele, o programa AgroNordeste prevê também a solução do problema da desigualdade nos campos brasileiros, citado pela ministra da Agricultura. De acordo com ela, o setor ainda sofre com o problema da inclusão de mulheres e pequenos produtores.

    "Nós temos que realmente buscar corrigir esses problemas e esse programa AgroNordeste tem como um dos seus objetivos exatamente minimizar esse problema e solucionar essas disparidades", completou Hélio Sirimarco.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Agronegócio brasileiro passa por desafios da COVID-19 e sai vencedor; por quê?
    'Agronegócio não precisa da Amazônia': ministra deve transformar palavras em ações, diz especialista
    Agronegócio aumentará ainda mais participação no PIB do Brasil pós-pandemia, diz economista
    Dia Mundial da Alimentação: Lula diz que 'agro pode ser pop', mas não resolve fome (VÍDEO)
    Tags:
    agricultura familiar, economia, Ministério da Agricultura do Brasil, Agronegócio, agricultura
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar