18:28 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    A bandeira da OTAN vista através de cerca farpada em frente à nova sede da OTAN em Bruxelas, maio de 2017

    'De pernas para o ar': especialista explica por que Rússia é chamada de ameaça para OTAN

    © REUTERS / Christian Hartmann
    Análise
    URL curta
    9250
    Nos siga no

    Especialista militar Viktor Litovkin disse no ar da rádio Sputnik que afirmações britânicas sobre uma alegada ameaça russa para a OTAN não podem ser levadas a sério.

    A Rússia representa uma "ameaça real" para a OTAN, alegou o ministro da Defesa britânico Ben Wallace durante os debates eleitorais no Instituto Real de Serviços Unidos (RUSI, na sigla em inglês).

    "Há uma ameaça real por parte da Rússia, por exemplo, para a OTAN. A Rússia está testando nossa determinação passo a passo, milímetro a milímetro", afirmou o ministro.

    Segundo Wallace, a Rússia usa a Ucrânia em parte para este fim, utilizando um método híbrido de guerra.

    O ministro pediu que a OTAN, a União Europeia e os países da comunidade de inteligência dos Cinco Olhos (Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália e Nova Zelândia) assumam o controle da situação e "deem à Rússia uma resposta firme".

    Tais declarações não podem ser levadas a sério, disse o especialista militar e coronel aposentado Viktor Litovkin ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    "Isto indica uma doença mental do ministro da Defesa do Reino Unido. A Rússia não está ameaçando ninguém, não se aproxima das fronteiras da OTAN. É a OTAN que está se aproximando das fronteiras da Rússia e posicionando ali importantes contingentes de tropas. A conversa de que a Rússia está ameaçando alguém é uma tentativa de pôr tudo de pernas para o ar, trocar a causa e o efeito", apontou o analista.

    "A OTAN bombardeou a Iugoslávia, invadiu o Iraque, o Afeganistão e a Líbia. Alguns membros da OTAN ainda estão ilegalmente presentes na Síria, roubando petróleo sírio. A Rússia nunca o fez e não o faz. É por isso que assustam a população da Europa a fim de extrair dinheiro dela para comprar armas americanas e criar uma atmosfera de medo. Assim é mais fácil controlar a população", comentou o analista em um programa da Rádio Sputnik.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    'A questão não é segurança, mas dinheiro': por que Estônia está sempre alarmando a OTAN?
    Moscou: Rússia e Turquia mantêm contato constante para resolver diferenças na Síria
    Ministério da Defesa russo libera VÍDEO de lançamento de míssil balístico intercontinental
    Tags:
    Reino Unido, Rússia, OTAN
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar