05:45 01 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11221
    Nos siga no

    Dezenas de veículos militares dos EUA teriam sido enviados para área próxima de campos de petróleo, na província de Hasakah, no norte do país.

    De acordo com a mídia síria, unidades norte-americanas que estavam no norte de Raqqa e no oeste de Hasakah foram destacadas para um dos maiores campos de petróleo sírio.

    Um comboio de veículos militares dos EUA, vindo do norte do Iraque, passa por uma bomba de petróleo na zona rural da cidade de Qamishli, no nordeste da Síria, em 26 de outubro de 2019
    © AFP 2020 / Delil Souleiman
    Um comboio de veículos militares dos EUA, vindo do norte do Iraque, passa por uma bomba de petróleo na zona rural da cidade de Qamishli, no nordeste da Síria, em 26 de outubro de 2019

    Segundo informações, um comboio militar dos EUA, composto por 22 veículos e dois caminhões, cruzou a fronteira sírio-iraquiana e se posicionou em torno de diversos depósitos de petróleo no nordeste da Síria, ressalta a mídia.

    A medida ocorreu depois que o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, anunciou a intenção das autoridades norte-americanas de "garantir a segurança" dos campos de petróleo do país.

    Anteriormente,o presidente dos EUA Donald Trump afirmou que os Estados Unidos têm intenção de manter o controle sobre os campos petrolíferos no nordeste da Síria, apesar de diminuir a sua presença militar na região.

    A ação do governo Trump foi criticada pelo presidente sírio Bashar Assad que declarou, que o "regime" dos EUA se assemelhava com o da Alemanha nazista, sendo que o país está simplesmente roubando petróleo da Síria.

    Mais:

    Ofensiva na Síria continuará até que objetivos sejam alcançados, diz Turquia
    'Piada fofa de Trump': Assad sobre agradecimento dos EUA à Síria após operação antiterrorista
    Pentágono recomeça luta contra Daesh para justificar ocupação da Síria, diz ex-embaixador britânico
    Tags:
    tropas, militares, interesse, disputa, economia, petróleo, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar