20:48 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Um bombardeiro estratégico Tu-160 da Força Aeroespacial russa

    Chegou hora de usar bombardeiros Tu-160 para proteger o Ártico russo, diz militar

    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    Análise
    URL curta
    4331

    O Ministério da Defesa da Rússia informou sobre a ampliação da geografia de voos dos aviões supersônicos. O especialista em assuntos militares Aleksandr Zhilin falou com a Sputnik e comentou os planos de usar os bombardeiros Tu-160 para proteger o Ártico.

    A informação foi comunicada pelo comandante da aviação de longo alcance da Força Aeroespacial da Rússia, Sergei Kobylash, após um encontro com o secretário do Conselho de Segurança, Nikolai Patrushev, em uma entrevista ao jornal Krasnaya Zvezda.

    "Os voos efetuados pelas tripulações de portadores de mísseis estratégicos [Tu-160] na linha equatorial, na zona da Indonésia, querem dizer que a gama de missões está sendo ampliada junto com a diversidade de destinos e aeródromos onde devemos marcar nossa presença", disse Kobylash.

    De acordo com ele, a Rússia está reforçando a defesa no Ártico por meio dos bombardeiros estratégicos Tu-160.

    "Nesse ano, planejamos voar até Anadyr [cidade no extremo nordeste russo] também em aviões Tu-160. Hoje em dia, o Ártico tem importância estratégica para nós e, por isso, exploramos novos aeródromos e aparelhos que possam garantir a segurança do país na fronteira marítima e naquela área", disse, adiantando que no ano passado os aviões Tu-22M3 aterrissaram em Anadyr e Vorkuta pela primeira vez.

    Ao falar com o serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em assuntos militares Aleksandr Zhilin, chefe do Centro da Análise de Problemas Sociais de Segurança Nacional e comandante reformado, comentou os planos de usar os bombardeiros Tu-160 para reforçar o "escudo" russo no Ártico.

    "De acordo com a ordem do comandante em chefe [presidente Vladimir Putin], estes aviões foram modernizados. De fato, eles são novos complexos de aviação de uso genérico. Eles passaram por todos os testes, e chegou a hora de usá-los adequadamente. No que se trata do Ártico, claro que nossos concorrentes vão tentar 'esmagar' a Rússia desta região, tomar o controle dos recursos. Não podemos permiti-lo, por isso usaremos todas as forças e todos os equipamentos em nossa disposição para proteger o que é nosso. O Tu-160 é um ótimo avião. Tomando em contra que pode ser reabastecido em voo, esta aeronave pode ficar operando por um dia inteiro", explicou o militar.

    Mais:

    Confira região incomum que se tornaria novo palco de tensão militar entre Rússia e EUA
    Rússia termina desenvolvimento do projeto mais importante para o Ártico (FOTOS, VÍDEO)
    O que significam misteriosos buracos que aparecem no gelo do Ártico? (FOTO)
    Tags:
    míssil, aviação, Bombardeiro, avião, Tu-160, Ministério da Defesa (Rússia), Ártico, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik