07:31 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    970
    Nos siga no

    O presidente norte-americano, Donald Trump, depois da reunião sobre Irã e Coreia do Norte, anunciou "silêncio antes tempestade". O comportamento dos EUA está cada vez mais imprevisível, ressalta o cientista político Stanislav Tarasov em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    O presidente dos EUA deixou jornalistas perplexos pela comparação inesperada, usada por ele durante jantar solene com comandantes militares norte-americanos.

    O jantar foi realizado na Casa Branca e contou com a participação tanto da família presidencial como de altos representantes dos círculos militares com suas esposas. Antes do banquete, o líder norte-americano se reuniu com os dirigentes do Pentágono e outros, onde fez uma série de declarações bruscas em relação ao Irã e à Coreia do Norte.

    Segundo jornalistas da Casa Branca, antes do início do jantar, Trump perguntou aos representantes da mídia: "Vocês sabem o que isso significa? Tudo indica que seja silêncio antes da tempestade."

    Os jornalistas tentaram em vão descobrir sobre qual "tempestade" Trump estaria falando. "Vocês saberão", respondeu o presidente.

    Na sexta-feira (5), o jornal Washington Post comunicou que na semana que vem Trump pretende declarar o cancelamento do Acordo Nuclear com o Irã de 2015. Segundo a edição, o presidente dos EUA acha que o documento "não corresponde aos interesses nacionais norte-americanos".

    Mais anteriormente, o chefe do Pentágono declarou o oposto: o Irã de fato cumpre as obrigações do acordo e os EUA não devem sair do acordo.

    Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o cientista político comentou a situação.

    "Da equipe de Trump saem declarações completamente opostas sobre temas cruciais. Na véspera, o ministro do Departamento da Defesa, James Mattis, afirmou que o Acordo Nuclear é vantajoso para os EUA, e eles vão continuar cumprindo-o caso Teerã cumpra as regras. Depois, o secretário de Estado, Rex Tillerson, discursou quase o mesmo, mas notou que tudo pode ser reduzido a detalhes concretos, e não se trata apenas do acordo. Em 15 de outubro, Trump está decidido em discursar no Congresso, onde falará sobre o acordo [com Irã], mas por enquanto não se sabe o que ele dirá, ao mesmo tempo, surgiram notícias sobre ele estar se preparando para sair do Acordo Nuclear. Parece que em sua equipe reina o caos responsável por séria preocupação", ressaltou Tarasov.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Alto funcionário da CIA revela verdade surpreendente sobre Kim Jong-un
    É o fim? Imprensa afirma que Trump pretende anular acordo nuclear com Irã
    Casa Branca: Senado encontrou zero provas de cooperação de Trump com a Rússia
    Tags:
    suspender, acordo nuclear, Rex Tillerson, James Mattis, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar