Fernando Haddad deixa o hotel em SP, onde está hospedado, para colocar seu voto, em 28 de outubro de 2018

Haddad explica por que demorou para cumprimentar Bolsonaro pela vitória

© REUTERS / Amanda Perobelli
Notícias
URL curta
20249

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, explicou nesta segunda-feira (29) que só cumprimentou Jair Bolsonaro hoje, pois após a derrota ainda estava "amargurado" com as últimas fake news contra ele.

"Ontem teve um último ataque muito forte de fake news, via Whatsapp, e ontem foi o mais baixo dos ataques, inclusive esclarecido pela imprensa, acusando de eu abusar de uma menina de 11 anos. Uma coisa muito grotesca. Eu fui alvo desses ataques quase a campanha inteira. Não esperava que ontem haveria um último disparo de mensagens contra mim", afirmou.

Jair Bolsonaro coloca seu voto no segundo turno das presidenciais no Brasil, em 28 de outubro de 2018
© REUTERS / Ricardo Moraes/Pool
O cumprimento de Haddad a Bolsonaro pela vitória nas eleições presidenciais aconteceu nesta segunda-feira através do Twitter oficial do petista. Segundo Haddad, ele só enviou a mensagem depois que o seu coração se aquietou. 

"Eu estava muito chateado, com a minha família, com minha esposa, estávamos todos muito amargurados com esse ataque de última hora, e nem teve efeito prático, a não ser o fato de que mais pessoas foram expostas a uma mentira contra a honra de quem elas não conhecem necessariamente", disse. 

"Estava muito sentido, fiz o discurso, que foi elogiado, mas quis só cumprimentar e desejar sorte quando meu coração estivesse aquietado, e foi o que eu fiz hoje. Eu desejo o bem do Brasil, de todos, que votaram em mim, que votaram nele. Meu espírito democrático sempre vai falar mais alto", completou. 

Fernando Haddad ainda disse que o PT saiu das eleições com uma base fortalecida. 

"Acredito que a eleição de quatro governadores foi muito importante, 56 deputados, maior bancada da Câmara. É uma boa base pra retomar as lutas democráticas no país, estou muito esperançoso de que a gente tem uma base boa para continuar para uma batalha", disse.

Mais:

Bolsonaro terá governabilidade?
'Eu quero governar para todos', diz Bolsonaro no Jornal Nacional
Em entrevista, Bolsonaro diz que indicará Moro para o STF ou Ministério da Justiça
Bolsonaro agradece mensagem de Putin
Tags:
vitória, presidente, eleições, PSL, PT, Jair Bolsonaro, Brasil
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik