20:21 20 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    8320
    Nos siga no

    Joe Biden e Boris Johnson reiteraram o compromisso dos EUA e do Reino Unido com um controle de armas eficaz com o objetivo de ter um mundo sem armas nucleares.

    O presidente dos EUA, Joe Biden, e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, emitiram uma declaração conjunta após uma reunião nesta quinta-feira (10), onde se prometem a fortalecer ainda mais os esforços bilaterais de defesa.

    "Nós nos comprometemos a aprimorar ainda mais a parceria bilateral de defesa, segurança e inteligência mais forte do mundo para superar as ameaças em evolução do século XXI", lê-se no comunicado da Casa Branca.

    A nota acrescenta que isso inclui "ameaças e desafios associados a: ciberespaço, interferência estrangeira, campanhas de influência prejudicial, financiamento ilícito, conflito violento e extremismo e terrorismo em todas as suas formas".

    Os dois líderes se comprometeram ainda com um imposto global mínimo de pelo menos 15%.

    Premiê britânico, Boris Johnson, e o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, durante coletiva de imprensa após seu encontro em Downing Street, Londres, 2 de junho de 2021
    © REUTERS / Justin Tallis
    Premiê britânico, Boris Johnson, e o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, durante coletiva de imprensa após seu encontro em Downing Street, Londres, 2 de junho de 2021

    Segurança Nuclear

    Biden e Johnson reiteraram o compromisso das duas nações com o controle de armas eficaz com o objetivo de ter um mundo sem armas nucleares.

    "À medida que mantemos um alinhamento estreito em nossos programas de dissuasão nuclear e modernização, reafirmamos nosso compromisso com o controle de armas e segurança nuclear eficazes e com a meta de um mundo sem armas nucleares. Contaremos com nossa ampla cooperação diplomática, de defesa, segurança, civil e científica para garantir que o espaço seja um ambiente seguro para todos", diz o comunicado.

    Mais:

    Pesquisa indica que núcleo interno de ferro da Terra está crescendo de forma desequilibrada
    Rússia conduz no Ártico testes para verificar confiabilidade das munições nucleares
    Trump diz que teria resolvido questão do acordo nuclear com Irã em 'uma semana'
    OVNIs 'colocaram em off-line' repetidamente armas nucleares dos EUA, diz ex-oficial do Pentágono
    Tags:
    orçamento militar, armas nucleares, nuclear, defesa, Defesa, Reino Unido, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar