04:40 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente norte-americano, Donald Trump, ao lado do líder francês, Emmanuel Macron, durante visita à França

    Parodiando Trump, Macron cria fundo de US$ 35 milhões para pesquisar mudanças climáticas

    © REUTERS / Kevin Lamarque
    Mundo
    URL curta
    633

    Em uma tirada com o slogan do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o mandatário francês, Emmanuel Macron, anunciou o lançamento do programa "Torne o nosso planeta ótimo novamente" nesta segunda-feira (11).

    Trump utilizou em sua campanha presidencial o lema "Faça a América ótima novamente" — Make America great again, na versão em inglês.

    A iniciativa de Macron concederá um financiamento de US$ 35 milhões para 50 cientistas que irão pesquisar o aquecimento global. Alguns deles são estrangeiros que aceitaram morar na França durante o projeto.

    Em discurso para os primeiros 18 selecionados para o programa, Macron disse:

    "Uma das nossas principais perspectivas é, obviamente, abordar os desafios atuais das mudanças climáticas."

    Trump acredita que o aquecimento global é um boato e retirou Washington do Acordo de Paris, o que tornou os Estados Unidos o único país não signatário da iniciativa que busca lutar contra as mudanças climáticas. O presidente dos Estados Unidos também pretende reduzir o orçamento de iniciativas dedicadas aos estudos do aquecimento global.

    O presidente republicano esteve em Paris para visita oficial em julho e, na ocasião, Macron afirmou ter tentado convencer Trump a voltar ao Acordo de Paris.

    Mais:

    Macron pede a Netanyahu que Israel cesse a construção de assentamentos na Palestina
    Soldados franceses são atacados em Burkina Faso na iminência da visita de Emmanuel Macron
    'Toda nossa sociedade está doente de sexismo', diz Macron
    Macron quer revisar acordo com Irã para não criar 'uma Coreia do Norte' no Oriente Médio
    Putin e Macron destacam a necessidade de cooperar na resolução política na Síria
    'Não sou Papai Noel': Macron gera revolta em visita à Guiana Francesa (VÍDEO)
    Tags:
    Acordo de Paris, Donald Trump, Emmanuel Macron, Estados Unidos, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik