12:51 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente boliviano, Evo Morales

    Evo Morales: EUA são uma ameaça contra a 'paz, a Mãe Terra e o multilateralismo'

    © REUTERS / Juan Carlos Ulate
    Mundo
    URL curta
    8121

    O presidente da Bolívia Evo Morales aumentou o coro de chefes de Estado contrários à atitude de Donald Trump de retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris.

    O político classificou a decisão do republicano de traição à "mãe terra, que é casa comum da vida e da humanidade". Além disso, o presidente boliviano afirmou que Washington representa uma ameaça contra a "paz, a Mãe Terra e o multilateralismo".

    "Não implementar os acordos de Paris é não garantir a vida das futuras gerações. O capitalismo é o pior inimigo da humanidade", escreveu Morales em seu Twitter.

    Brasil e México também condenaram a atitude do republicano. Ao todo, 195 países assinaram o Acordo de Paris — que estabelece metas para a redução de emissão de gases do efeito estufa.

    Mais:

    Merkel liga para Trump e expressa 'desaprovação' após saída do Acordo de Paris
    Fundo Brasil-China: Por que acordo bilionário pode causar problemas aos brasileiros
    Parlamento Europeu manifesta preocupação com possível retirada dos EUA do Acordo de Paris
    Holanda ratifica acordo de associação de Ucrânia com União Europeia
    May: Reino Unido está pronto para o Brexit mesmo sem acordo
    'Acordo de Paris é irreversível e os esforços são inadiáveis'
    Tags:
    Evo Morales, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik