09:52 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Turquia e da União Europeia

    Turquia suspende todas as relações de alto nível com a Holanda

    © REUTERS / Murad Sezer
    Mundo
    URL curta
    267

    O vice-primeiro-ministro turco Numan Kurtulmus anunciou nesta segunda-feira (13) a suspensão de todos os contatos de alto nível entre seu país e a Holanda.

    Anteriormente, Ancara proibiu o retorno do embaixador holandês ao país, bem como de outros diplomatas da Holanda. "Tomamos a decisão de não permitir que o embaixador dos Países Baixos volte à Turquia de suas férias, até que nossas exigências sejam atendidas", disse Kurtulmus.

    "Estamos fazendo exatamente o que eles nos fizeram, não estamos permitindo que os aviões que transportem diplomatas ou enviados holandeses aterrissem na Turquia ou utilizem o nosso espaço aéreo", acrescentou, responsabilizando o país europeu pelo início da crise diplomática.

    O vice-primeiro-ministro também recomendou ao Parlamento turco o cancelamento dos acordos de amizade entre Ancara e Amsterdã.

    As relações diplomáticas entre a Turquia e a Holanda foram seriamente afetadas após uma série de incidentes políticos que começou com a aprovação, por parte do presidente turco, de uma série de reformas constitucionais, e com o desejo de promovê-las ante os cidadãos turcos que vivem na Holanda.

    Por sua vez, as autoridades holandesas tomaram medidas que bloquearam a entrada no país de vários altos funcionários turcos, o que deflagrou uma série de decisões políticas entre os dois países, bem como violentos protestos.

    Mais:

    Crise diplomática: Turquia ameaça Holanda após proibição de viagem de chanceler
    Turquia recorrerá ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos após escândalo na Holanda
    Premiê turco promete 'resposta extremamente dura' às ações dos Países Baixos
    Presidente turco chama governo de um dos fundadores da UE de fascista
    Tags:
    crise diplomática, suspensão, relações, Holanda, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar