13:37 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Rex Tillerson, novo secretário de Estado dos EUA

    Especialista: com novo secretário de Estado, os EUA vão se focar mais na Ásia Central

    © AFP 2019 / BEN STANSALL
    Mundo
    URL curta
    131
    Nos siga no

    Com nomeação de Rex Tillerson ao cargo de secretário de Estado, os EUA vão tentar afastar a Rússia da região da Ásia Central e se opor à Organização para Cooperação de Xangai (OCX).

    Eis a opinião expressa à Sputnik por Aleksei Fenenko, professor da faculdade da economia mundial da Universidade Estatal de Moscou.

    Na opinião de Fenenko, Tillerson prestará mais atenção às questões ligadas ao petróleo na política externa.

    "Para Rússia isso poderá virar um grande problema no Cáucaso e na Ásia Central", acredita o especialista.

    Segundo ele, "na nova etapa, os EUA voltarão às políticas de George W. Bush e darão maior atenção no sentido do mar Cáspio, ao invés da Ucrânia".

    "O jogo norte-americano na Geórgia vai se intensificar, haverá tentativas de penetrar no Azerbaijão e de afastar a Rússia da Ásia Central, ao realizar trabalho individual com o Turcomenistão, Uzbequistão, e, o que é mais desagradável para nós, com o Cazaquistão. Esperamos uma nova tentativa de jogo contra a OCX", assinala.

    Ao mesmo tempo, Vladimir Batiyk, professor e chefe do Centro de pesquisas político-militares da Academia de Ciências da Rússia acredita ser cedo para falar das políticas de Trump no sentido russo, já que a própria administração ainda se encontra na etapa de formação.

    Na opinião dele, "é pouco provável que a nova administração trate de mudança de regimes e promoção da democracia" e, ao invés disso, "vai negociar com quem quer que seja para derrotar o Daesh".

    Ao discursar no Senado, Tillerson ressaltou que a nova administração vá defender os interesses nacionais dos EUA de maneira bastante dura. Fenenko acredita que "neste sentido a amizade com a Rússia não seja um obstáculo".

    O novo secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, foi empossado na noite da quinta-feira (02) pelo vice-presidente dos EUA, Michael Pence. A cerimônia de posse decorreu na Casa Branca na presença de Donald Trump.

    Mais:

    Curdos sírios recebem armas e material bélico dos EUA
    Coreia do Sul pede armamentos aos EUA para enfrentar ameaça norte-coreana
    Tags:
    posse, administração, jogo, política externa, Universidade Estatal de Moscou, Casa Branca, OCX, Daesh, Academia de Ciências da Rússia, George W. Bush, Donald Trump, Rex Tillerson, Ucrânia, Geórgia, Azerbaijão, Turcomenistão, Ásia Central, Mar Cáspio, Cáucaso, Moscou, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar