07:07 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Javad Zarif durante uma coletiva de imprensa em Lausanne

    Teerã é contra a participação dos EUA nas negociações sobre Síria em Astana

    © AFP 2017/ FABRICE COFFRINI
    Mundo
    URL curta
    463

    Teerã é contra a presença dos Estados Unidos nas negociações sobre uma solução política para a Síria, que serão realizadas em Astana, no dia 23 de janeiro, informou a iraniana Tasnim News Agency, citando o ministro das Relações Exteriores do país, Mohammad Javad Zarif.

    "Somos contra a presença dos EUA (nas negociações em Astana)", declarou Zarif à agência.

    "Nós não convidamos os EUA e somos contra a presença deles", completou o ministro iraniano.

    Mais cedo, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, informou ter elaborado, em conjunto com o chefe de Estado da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, uma proposta às partes do conflito na Síria para realizar negociações de paz em Astana, no Cazaquistão. Segundo Putin, uma nova plataforma para conversações poderá complementar as negociações de Genebra. O presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, apoiou a iniciativa e declarou estar pronto para receber as partes em Astana.

    As negociações em Astana devem começar em 23 de janeiro. Em Genebra, a próxima rodada de negociações terá início em 8 de fevereiro, sob a égide do enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura.

    A negociações em Astana serão realizadas no âmbito da cooperação trilateral Rússia-Irã-Turquia. O presidente Vladimir Putin destacou a eficiência desse formato para a solução do conflito na Síria, mas destacou a necessidade de considerar os interesses de grandes potências, como os EUA, na região.

    Mais:

    Novo eixo Moscou-Ancara-Teerã dará xeque-mate ao terrorismo
    Irã nega acordo sobre divisão da Síria
    Cessar-fogo: 'Rússia, Turquia e Irã fazem o que Washington não conseguiu fazer na Síria'
    John Kerry diz ter esperança que Trump compareça a negociações de paz na Síria
    Tags:
    processo de paz, conflito sírio, cooperação multilateral, Nursultan Nazarbayev, Mohammad Javad Zarif, Staffan de Mistura, Síria, Turquia, Rússia, Cazaquistão, Astana, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik