13:57 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente russo Vladimir Putin e o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, durante uma reunião em Nagato, Prefeitura de Yamaguchi, 15 de dezembro de 2016

    O que Putin e Abe conseguiram no primeiro dia da importante visita do líder russo ao Japão

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Mundo
    URL curta
    4140
    Nos siga no

    A agenda do primeiro dia da visita histórica do presidente russo Vladimir Putin ao Japão foi dominada por questões de comércio e economia bilateral.

    No início desta quinta-feira (15), Putin chegou ao Japão para uma visita de trabalho, amplamente vista como um avanço nas relações russo-japonesas. O encontro vinha sendo adiado desde 2014. 

    Atividades conjuntas nas Ilhas Curilas do Sul 

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, discutiram as perspectivas de atividades econômicas conjuntas nas Ilhas Curilas do Sul, entre outras questões, durante as três horas de conversa. 

    "[Nós] discutimos completa e francamente as questões da visitação livre de sua pátria por parte dos ex-residentes das ilhas, atividades econômicas conjuntas entre os dois países com um regime especial nas ilhas, bem como a questão de um tratado de paz" disse Abe após a reunião.

    O assessor do Kremlin, Yuri Ushakov, disse que os especialistas não conseguiram elaborar o texto de uma declaração sobre a atividade econômica conjunta nas ilhas.

    "Em Lima, o presidente e o primeiro-ministro instruíram os peritos a prepararem uma possível declaração para a reunião de hoje. Os especialistas trabalharam no texto por algumas semanas, mas não conseguiram desenvolver um texto que fosse adequado para ambas as partes. Portanto, os líderes tiveram de lidar com isso e gastaram 40 minutos para concordar com o texto, que será publicado amanhã", disse Ushakov aos jornalistas. 

    Ele disse ainda que a atividade econômica conjunta da Rússia e do Japão nas Ilhas Curilas pode envolver a pesca, o turismo, a cultura e a medicina. 

    Fundo de Investimento Conjunto

    O vice-primeiro-ministro russo Yuri Trutnev disse que a Agência de Investimento e Exportação do Extremo Oriente da Rússia e o Fundo de Desenvolvimento do Extremo Oriente assinaram um acordo de cooperação com o Banco do Japão para Cooperação Internacional (JBIC) a fim de estabelecer um fundo de investimento conjunto.

    "Nós assinamos um memorando sobre a criação de uma plataforma conjunta de investimento. (…). Esses fundos ajudam a estabelecer um estágio melhor para o investimento", disse Trutnev, que também é o enviado presidencial para o Distrito Federal do Extremo Oriente russo.

    A plataforma visa aumentar a cooperação bilateral, porque o empresariado japonês hesita em investir na região do Extremo Oriente da Rússia e no país em geral. Atualmente, o lado russo está ativamente desenvolvendo novas formas de atrair negócios, acrescentou Trutnev.

    EUA no Pacífico

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que os líderes russos e japoneses discutiram questões sobre a presença dos EUA na região do Pacífico, os sistemas de defesa antimíssil norte-americanos e a ameaça da Coreia do Norte.

    "[Eles] falaram sobre os assuntos gerais da região do Pacífico, discutiram a questão da defesa antimísseis e, em geral, a presença estrangeira, especialmente a dos EUA, que, em nossa opinião, não corresponde às ameaças vindas da Coreia do Norte", disse Lavrov, citado pelo canal de televisão Life. 

    De acordo com o ministro, os japoneses agora parecem ter uma melhor compreensão sobre as preocupações da Rússia. 

    Soberania nas Ilhas Curilas

    O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a questão da soberania das Ilhas Curilas do Sul não foi discutida nas conversações de hoje.

    "A questão da soberania russa não foi levantada em absoluto e não está sujeita a discussão", disse Peskov quando perguntado sobre a reação do lado japonês ao fato de que a possível atividade econômica conjunta nas ilhas seria conduzida de acordo com as leis russas. 

    Sexta-feira

    A expectativa é de que cerca de 50 contratos sejam assinados às margens do fórum de negócios russo-japonês, no qual Putin e Abe tomarão parte na sexta-feira (16).

    Mais:

    Mídia: Japão não exclui colocar bases americanas nas Curilas
    Putin: relações sino-russas devem ser um exemplo para Japão
    Ilhas Curilas: decisão sem soluções e a façanha de Abe
    Entenda a disputa entre a Rússia e o Japão sobre as Ilhas Curilas
    Tags:
    agenda, soberania, mísseis, investimento, fundo, contratos, negociações, tratado de paz, cooperação, economia, visita, Dmitry Peskov, Sergei Lavrov, Shinzo Abe, Vladimir Putin, Coreia do Norte, EUA, Curilas, Japão, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar