20:22 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 08
    Nos siga no

    A Grã-Bretanha vai apresentar um projeto de resolução ao Conselho de Segurança das Nações Unidas exigindo um cessar-fogo imediato no Iêmen após o ataque aéreo mortal sobre um funeral no país, segundo declarou o embaixador britânico na ONU nesta sexta-feira (14).

    "Nós decidimos apresentar um projeto de resolução ao Conselho de Segurança sobre o Iêmen pedindo o fim imediato das hostilidades e uma retomada do processo político", disse o embaixador britânico Matthew Rycroft em entrevista coletiva.

    O projeto, que também vai pressionar pelo acesso à ajuda humanitária, deverá ser distribuído aos 15 membros do conselho nos próximos dias.

    A decisão de procurar uma resolução formal veio depois que a Rússia bloqueou um comunicado elaborado pela Grã-Bretanha que condenava o ataque aéreo, aparentemente realizado pela coligação liderada pela Arábia Saudita, que matou mais de 140 pessoas em um funeral no último dia 8.

    O embaixador russo na ONU, Vitaly Churkin, disse que a declaração era "insossa" e pediu "uma reflexão muito séria" sobre como lidar com a deterioração da situação no Iêmen.

    Mais:

    Das palavras às ações: EUA atacam Iêmen como retaliação
    EUA fazem 'revisão imediata' de apoio à coalização saudita após ataque no Iêmen
    Fonte informa que coalizão saudita realizou cinco ataques aéreos contra o Iêmen
    Iêmen: bombardeio saudita em funeral deixou 82 mortos e mais de 500 feridos
    Ataque saudita em velório de pai de ministro deixa mortos e feridos no Iêmen
    Tags:
    ataques aéreos, conflito, projeto de resolução, cessar-fogo, Conselho de Segurança da ONU, Arábia Saudita, Rússia, Grã-Bretanha, Iêmen, Sanaa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar