01:49 26 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    341
    Nos siga no

    A chefe do Conselho da Federação da Rússia (a câmara alta do parlamento russo), Valentina Matvienko, declarou que a política dos países ocidentais de impôr sanções contra a Rússia não se justifica e falhou completamente.

    Em visita de trabalho a Pequim, ela disse a jornalistas: "Nós já nos adaptamos a essa nova realidade e novas condições tanto que nós, na verdade, não reagimos mais a elas".

    Ela afirmou que a pressão é inaceitável e ilegal, e acrescentou que as sanções, como a experiência de outros Estados mostrou, nunca na história atingiu seus objetivos o quão fortes fosses.

    "Elas certamente não trarão nenhum resultado em relação à Rússia", disse Matvienko, acrescentando que a massa crítica dos opositores das sanções antirussas na Europa e e no mundo está crescendo", afirmou a chefe do Conselho da Federação.

    "Vai chegar o tempo em que essas sanções vão certamente ser canceladas e reconhecidas como uma política externa falha e tentativas falhas de fazer pressão sobre outro país soberano", frisou. 

    Após a reintegração da Crimeia à Federação da Rússia, que aconteceu depois do golpe de Estado na Ucrânia em 2014, a Rússia ficou sob sanções dos Estados Unidos e de muitos países europeus. Em resposta, a Rússia adotou sanções restritivas aos produtos destes países.

     

    Mais:

    EUA ampliam sanções contra a Rússia
    Fonte: UE quer prorrogar sanções contra a Rússia sem discussão
    Ucrânia amplia sanções a cidadãos e empresas russas
    Rússia: relatório da ONU sobre armas químicas na Síria é insuficiente para sanções
    Tags:
    sanções, Conselho da Federação, Valentina Matvienko, União Europeia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar