22:22 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Forças de segurança afegãs mantêm vigilância no Afeganistão

    Сoalizão dos EUA é inútil no combate contra Talibã no Afeganistão

    © REUTERS / Stringer
    Mundo
    URL curta
    590

    O ex-presidente do Afeganistão Hamid Karzai caracterizou como inútil a presença da coalizão liderada pelos EUA no seu país.

    Segundo ele, os militares dos países do Ocidente não prestam ajuda nenhuma no combate contra o Talibã.

    Entrevistado pela edição britânica Guardian, o ex-líder afegão deixou claro que a referida 'ajuda' da coalizão internacional aos militares do país traz mais problemas ao invés de benefício. Ele opina que os militares norte-americanos e britânicos morrem em vão, enquanto que o Talibã continua forte e controla suas posições.

    "Há 14 anos que a OTAN está presente aqui. Será que a situação melhorou? Será que temos mais segurança? Não! Isso indica que algo se faz de maneira errada", indaga Karzai.

    Segundo as palavras do ex-presidente, à medida que os talibãs vão se aproximando da capital da província de Gilmend, a cidade de Lashkargakh, os militares afegãos pediram os EUA que aumentassem os ataques contra os militantes do Talibã. Karzai opina que não se podia proceder desta forma, dizendo que foi cometido um grande erro.
    Conforme os últimos dados, no momento, o governo do Afeganistão controla 65,6% do território do país enquanto que no início do ano esta percentagem era maior – 70,5%.

    Na opinião de Karzai, as forças estrangeiras têm duas opções – sair do Afeganistão e se concentrarem nas questões internas em seus países ou focar-se na luta contra os 'patrocinadores' do Talibã no Paquistão.

    Retornando à história, vale lembrar que o relacionamento entre Karzai e os EUA se deteriorou quando aquele recusou a assinar o acordo de segurança, que permitiria às forças estrangeiras a permanecerem no país. Ele criticou o atual presidente afegão, Ashraf Gani, por ele ter assinado esse acordo.

    Ao mesmo tempo Karzai exprimiu suas condolências às famílias dos mortos no Afeganistão.

    Mais:

    50 terroristas do Daesh e Talibã eliminados no Afeganistão
    Talibã abre 'portas do perdão' para afugentar tropas ocidentais
    Tags:
    ataques, combate, militantes, coalizão internacional, OTAN, Talibã, Hamid Karzai, Paquistão, EUA, Ocidente, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar