18:36 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Casa Branca

    Obama alega 'segurança nacional' dos EUA para bombardear o Daesh na Líbia

    © flickr.com/ John Connell
    Mundo
    URL curta
    255906

    O presidente norte-americano, Barack Obama, disse nesta terça-feira (2) que faz parte dos interesses de segurança nacional dos EUA apoiar a luta do governo da Líbia contra o Daesh (autodenominado Estado Islâmico), um dia depois de sua administração anunciar o lançamento de ataques aéreos no país africano.

    Os bombardeios foram realizados a pedido do governo líbio reconhecido pela ONU, segundo informou o Pentágono, com o objetivo de garantir que as forças líbias fossem capazes de terminar a missão de derrotar o grupo militante radical, bem como de aumentar a estabilidade no país, segundo afirmou Obama. 

    A ausência de estabilidade no Iraque e na Síria, por sua vez, "tem ajudado a gerar alguns dos desafios que temos visto no que diz respeito à crise migratória na Europa", acrescentou o presidente norte-americano, citado pela Reuters.

    Mais:

    Líbia convoca embaixador francês em protesto contra intervenção militar
    Líbia pretende se unir à coalizão internacional para combater Daesh
    Missão na Líbia: França ataca Daesh em todas as frentes
    Pentágono: EUA conduzem ataques na Líbia a pedido do governo local
    Ataque aéreo da Líbia mata comandante da Al-Qaeda e cinco guarda-costas
    Tags:
    crise migratória, ataques aéreos, bombardeios, interesses, segurança nacional, Estado Islâmico, Daesh, Pentágono, Barack Obama, Síria, Iraque, Líbia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik