23:17 26 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 141
    Nos siga no

    Uma delegação de parlamentares franceses, chefiada pelo deputado da Assembleia Nacional e ex-ministro dos Transportes, Thierry Mariani, desembarcou na Crimeia nesta sexta-feira.

    Segundo o presidente da Câmara da Crimeia, Vladimir Konstantinov, os parlamentares discutirão temas relacionados aos possíveis investimentoos franceses na região, principalmente na área de fornecimento de água.

    “Um tema muito interessante, agora em fase de desenvolvimento. Se vocês participarem, serão muitos recursos envolvidos e muitos lucros. Pois se trata de um grande projeto regional de abastecimento e processamento de água”, disse Konstantinov durante o encontro com seus colegas franceses.

    Além disso, segundo Konstantinov, Crimeia possui grande interesse em atrair investimentos nas áreas de agricultura, turismo e transporte. 

    A Ucrânia era responsável por 85% do fornecimento de água para a península. Depois da reunião da Crimeia com a Rússia, esse fornecimento foi completamente interrompido.

    A visita dos parlamentares franceses à Crimeia foi recebida de forma muito negativa por Kiev que, em comunicado oficial na semana no início da semana, prometeu adotar sanções contra estrangeiros  que visitam a península sem autorização do governo ucraniano. 

    Crimeia se tornou uma região da Federação da Rússia depois do referendo, realizado em 2014, no qual a maioria dos habitantes da península optou pelo ingresso na Rússia. O referendo foi organizado pelas autoridades da Crimeia após o golpe de Estado na Ucrânia, ocorrido em fevereiro de 2014, durante o qual o poder no país foi tomado por grupos simpatizantes de nacionalistas de direita, com um forte discurso anti-russo. 

    Ucrânia considera Crimeia como território seu, temporariamente ocupado for forças externas. Já o ministério das Relações da Rússia afirma, de modo reiterado, que a população da Crimeia, de forma democrática, de acordo com o direito internacional e com as determinações da ONU, escolheu se reunir à Rússia, que respeita e aceita essa escolha.

    Mais:

    Não há mais Distrito Federal da Crimeia na composição da Rússia
    Crimeia responde à troca de nomes das cidades no Google Maps
    Trump: EUA poderão reconhecer Crimeia como parte da Rússia
    Ir à Crimeia em 10 minutos
    Tags:
    investimento, cooperação bilateral, Vladimir Konstantinov, Thierry Mariani, Crimeia, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar