05:11 17 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    6146
    Nos siga no

    O presidente da Bolívia, Evo Morales, declarou nesta quinta (16) que a Organização dos Estados Americanos (OEA) derrotou "os interesses intervencionistas" do governo dos EUA contra a Venezuela.

    ​Em mensagem no Twitter, o líder boliviano também salientou que "o diálogo e a democracia triunfaram graças à consciência ideológica e política dos países da América Latina".

    ​Em 31 de maio, o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, convocou uma reunião do Conselho Permanente da instituição para avaliar todos os elementos descritos em um relatório sobre a situação na Venezuela e discutir se a organização deveria ativar a Carta Democrática Interamericana. 

    A aplicação do documento levaria a uma série de implicações de todos os tipos: sociais, políticos, econômicos e, de acordo com alguns analistas, colocaria a nação bolivariana às portas de uma intervenção estrangeira.

    Nesta quinta-feira, a Venezuela recebeu apoio majoritário da Assembleia Geral da OEA — 19 votos a favor e 12 contras – na votação de sua proposta contrária a Luis Almagro. Assim, a organização supranacional aprovou um pedido da chanceler venezuelana, Delcy Rodriguez, para avaliar a conduta do secretário-geral .

    Mais:

    Maduro chama a mobilização contra 'intervencionismo' da OEA
    Maduro acusa o parlamento da Venezuela de traição à pátria
    Maduro denuncia incursão de aeronave espiã dos EUA em território venezuelano
    Governo interino de Temer avalia possível convocação de embaixador venezuelano
    Tags:
    intervenção estrangeira, interesses, crise, Carta Democrática Interamericana, Assembleia Geral, Organização dos Estados Americanos (OEA), Delcy Rodriguez, Luis Almagro, Evo Morales, América Latina, EUA, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar