08:40 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Rússia e União Europeia

    Enviado da UE: União Europeia está interessada na retirada das sanções contra Rússia

    © Sputnik / Vladimir Sergeyev
    Mundo
    URL curta
    361

    O chefe da Delegação da União Europeia para a Rússia, Vygaudas Usackas, declarou que a UE está interessada no levantamento das sanções anti-russas mediante a condição do cumprimento dos Acordos de Minsk.

    "Temos o interesse de acabar com as sanções, quando os acordos de Minsk forem cumpridos. Mas eu não gostaria de falar detalhadamente sobre este assunto aqui, em Kaliningrado, quando estamos falando não sobre as sanções, mas em como manter e desenvolver aquela cooperação, aqueles projetos que constituem um bom exemplo" – disse Usackas.

    Em fevereiro de 2014 um golpe de Estado em Kiev promoveu a troca de poder na Ucrânia. Preocupadas com a política das novas autoridades, as populações das regiões de Donetsk e Luganks, no sudeste do país, e que juntas formam a região de Donbass, rejeitaram a legitimidade do novo governo. Em abril de 2014, a Ucrânia deu início a uma operação militar para reprimir de forma violenta os ânimos independentistas.

    Kiev e Ocidente acusam a Rússia de apoiar os independentistas e de interferir nos assuntos internos da Ucrânia. Kremlin, no entanto, garante não ter qualquer envolvimento na crise interna ucraniana e estar totalmente interessado numa resolução pacífica do conflito no país vizinho.

    Em 12 de fevereiro de 2015 representantes da Alemanha, Rússia, França e Ucrânia assinaram na capital da Bielorrússia os chamados Acordos de Minsk, que determinam uma série de condições para acabar com o conflito, incluindo a retirada de tropas e o cessar-fogo completo em Donbass. Representantes de Donetsk e Lugansk, no entanto, têm repetidamente declarado que Kiev viola os acordos.

    Mais:

    Se UE revisar sanções, Moscou fará o mesmo
    Ministro alemão propõe levantamento gradual das sanções anti-Rússia
    Tags:
    levantamento, sanções, Vygaudas Usackas, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik