04:28 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 03
    Nos siga no

    O Quênia planeja fechar seus campos de refugiados e a medida por provocar o deslocamento de mais de 600.000 pessoas, segundo relata o jornal The Independent.

    O governo do país africano disse em um comunicado que o fechamento dos campos se deve a problemas "muito graves" quanto à economia, à segurança e ao meio ambiente. Entre os desafios à segurança do Quênia, destaca-se, sobretudo, a ameaça representada pelo grupo terrorista Al Shabaab, movimento fundamentalista islâmico afiliado à Al-Qaeda.

    Dadaab, uma cidade no nordeste do Quênia, a aproximadamente 100 km da fronteira da Somália, é também o maior campo de refugiados do mundo. Sua população, majoritariamente formada por refugiados somalis, vive em condições extremamente precárias de vida, sendo assistida por agências da ONU e organizações humanitárias.

    Mais:

    Frente al-Nusra pode ser responsável por ataque contra campo de refugiados na Síria
    EUA exigem que Quênia acolha refugiados somalis “até que conflito termine”
    União Africana lança ofensiva militar contra o Al-Shabaab na Somália
    Tags:
    organizações humanitárias, conflito, refugiados somalis, deslocamento, campos de refugiados, ONU, Al-Shabaab, Al-Qaeda, Somália, Dadaab, Quênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar