21:35 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Sala de shows Bataclan, Paris

    Bataclan anuncia reabertura e realizará show um ano depois dos atentados em Paris

    © AFP 2019 / FRANCOIS GUILLOT
    Mundo
    URL curta
    Capital francesa sofre pior atentado da história (68)
    0 01

    A renomada casa de shows parisiense Bataclan, um dos alvos dos ataques terroristas em novembro de 2015, reabrirá sua portas ao público, aproximadamente um ano depois dos eventos que comoveram a França e o mundo.

    A informação foi divulgada pelos donos do casa em sua página no Facebook. 

    Apesar da "data exata para a reabertura ainda não estar certa", já se sabe que, a partir de meados de novembro Bataclan receberá uma série de shows de diversos artistas. Em 16 de novembro será a apresentação do músico Pete Doherty. Dois dias depois, 18, será a vez do músico senegalês Youssou N'Dour. Para início de dezembro estão sendo esperadas as apresentações das bandas Nada Surf e MZ.

    A equipe do Bataclan prometeu divulgar nos próximos dias uma agende de shows para 2016.

    Na noite de 13 de novembro de 2015, três grupos coordenados de terroristas realizaram uma série de ataques em Paris e na comuna de Saint-Denis. Três jihadistas realizaram ataques suicidas nas proximidades do estádio Stade de France, onde estava sendo realizada uma partida de futebol entre as seleções da França e da Alemanha. Um outro grupo (composto por, no mínimo, 3 pessoas) atacaram cafés e restaurantes no nordeste de Paris. Mais três terroristas tomaram reféns na sala de shows Bataclan. No total, 130 pessoas foram mortas e 350 ficaram feridas.


    Tema:
    Capital francesa sofre pior atentado da história (68)

    Mais:

    Cabeça dos atentados de Paris é preso na Bélgica
    Agência revela o custo dos atentados terroristas de Paris
    Mais dois suspeitos dos atentados em Paris são detidos em Bruxelas
    Tags:
    MZ, Nada Surf, Bataclan, Youssou N'Dour, Pete Doherty, Saint-Denis, Paris
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar