14:00 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Capital da Turquia, Ancara

    Fonte: Turquia não extraditará assassino do piloto russo do SU-24

    © flickr.com / Jorge Franganillo
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    407
    Nos siga no

    Segundo uma fonte judicial, é provável que Ancara rejeite o pedido da Rússia de extradição de Alpasran Celik, que assumiu a responsabilidade pelo assassinato do piloto russo, porque ele é cidadão da Turquia.

    A extradição do militante Alparslan Celik, que tinha assumido anteriormente a responsabilidade pelo assassinato do piloto Oleg Peshkov, é extremamente improvável segundo diz uma fonte judicial turca à agência RIA Novosti. 

    “Se a Rússia exigir a extradição de Celik, a Turquia provavelmente rejeitará… Além disso, a Rússia em dezembro do ano passado abandonou o tratado de prestação de ajuda jurídica mútua  em processos civis, comerciais e penais com a Turquia, mas até ele não previa a extradição dos seus cidadãos por parte da Rússia e da Turquia”, disse o interlocutor da agência.

    Até o momento nenhumas das acusações relacionadas com a morte do piloto russo foram apresentadas a Celik. 

    O tribunal da cidade de Izmir situada no oeste da Turquia deteve Celik sob acusação de armazenamento e porte ilegal de armas. O militante e os seus amigos foram detidos em um restaurante no dia 31 de março. Foram apreendidos fuzis de assalto Kalashnikov, seis pistolas e uma grande quantidade de munições.

    O advogado do Celik declarou que o seu cliente foi detido por “patriotismo”.

    Segundo a mídia turca, Celik declarou durante o processo judiciário que pediu aos militantes que não atirassem contra o piloto, que se havia ejetado do avião militar russo.

    A informação sobre a detenção de Celik surgiu em meio às declarações do presidente da Turquia Erdogan sobre a necessidade de relançamento do processo de cooperação entre os países para resolução dos problemas regionais.

    O assessor do presidente russo Dmitri Peskov declarou que o Kremlin gostaria de obter a informação sobre a essência das acusações e sobre a versão turca do assassinato do piloto. Entretanto, Peskov espera que os culpados sejam punidos.

    As relações entre a Rússia e a Turquia se agravaram após 24 de novembro de 2015, quando um caça turco F-16 abateu um bombardeiro russo Su-24 no céu da Síria. Vladimir Putin classificou o abate como “um golpe nas costas” por parte de pessoas que apoiam os terroristas e assinou um decreto sobre a aplicação de restrições especiais contra a Turquia.

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    Tags:
    lei, extradição, justiça, Su-24, Alparslan Celik, Oleg Peshkov, Recep Tayyip Erdogan, Dmitry Peskov, Ancara, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar