Polícia turca confirma detenção do suposto assassino do piloto do SU-24 russo

© Sputnik / Mihail Mokrushin / Abrir o banco de imagensSu-24
Su-24 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A polícia da Turquia confirmou nesta sexta-feira (1) que o suposto assassino do bombardeiro russo Su-24 abatido foi detido.

Alparslan Celik que reivindicou a morte do piloto que catapultou-se do avião militar russo abatido no céu sírio foi realmente detido na cidade de Izmir, no oeste da Turquia, disse uma fonte policial local nesta sexta-feira (1).

“Alparslan Celik foi detido e neste momento está mantido em custódia”, disse a fonte policial à RIA Novosti.

O porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, por sua vez, declarou que a Rússia quer saber a essência das acusações contra Alparslan Celik:

“Aqui é preciso possuir informações sobre as acusações que serviram como base à detenção e o que será incriminado a esta pessoa e como o homicídio que ele cometeu será interpretado por procuradores turcos. Ainda não sabemos isto”.

O Su-24 russo derrubado pela FA da Turquia em 24 de novembro, 2015 - Sputnik Brasil
Assassino do piloto russo do Su-24 abatido é detido na Turquia
Celik e 14 outras pessoas foram presos em um restaurante, de acordo com a polícia. O grupo for armado com fuzis de assalto Kalashnikov e muitas outras armas.

O Su-24 russo foi abatido por um caça F-16 turco sobre o território da Síria em 24 de novembro e caiu em quatro quilômetros da fronteira turca. A tripulação do bombardeiro russo se ejetou e um dois pilotos, tenente-coronel Oleg Peshkov, foi morto a tiros do terreno, afirmou na altura o Estado-Maior da Rússia. O copiloto sobreviveu.

No fim de dezembro de 2015 o ministério do Exterior da Rússia exigiu que a Turquia leve à prisão o grupo de pessoas (que inclui Celik) responsável pelo assassinato do piloto do Su-24.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала