Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Assassino do piloto russo do Su-24 abatido é detido na Turquia

© REUTERS / Sadettin MollaO Su-24 russo derrubado pela FA da Turquia em 24 de novembro, 2015
O Su-24 russo derrubado pela FA da Turquia em 24 de novembro, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Alparslan Celik, que tinha reivindicado o assassinato do piloto do Su-24 russo, foi detido na Turquia, afirmou a agência turca Dogan que cita a sua própria fonte em serviços de segurança.

Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia - Sputnik Brasil
Mídia: operação russa na Síria arruinou planos energéticos da Turquia
No fim de dezembro de 2015 o ministério do Exterior da Rússia exigiu que a Turquia que leve à prisão o grupo de pessoas (que inclui Celik) responsável pelo assassinato do piloto Oleg Peshkov, que foi raptado quando descia de paraquedas após ter seu Su-24 derrubado por caças turcos no espaço aéreo sírio.

Celik voltou da Síria onde lutou contra forças governamentais e foi detido na tarde desta quarta-feira (30) em um restaurante em Izmir, no oeste da Turquia. O motivo da detenção não foi revelado.

​Segundo o canal televisivo RT, Alparslan Celik é um cidadão turco, de 32 anos, que parece ser filho do prefeito de Keban, uma pequena cidade na província turca de Elazig. Celik também pode ser integrante dos Lobos Cinzentos, organização ultranacional de jovens, também classificada como neo-fascista. Outros relatos dão conta de que Celik é comandante do grupo rebelde de turcomanos, que supostamente abriram fogo contra Peshkov quando o piloto ainda estava no ar, descendo de paraquedas.

​O avião russo Su-24 foi derrubado por um caça turco em espaço aéreo sírio no mês de novembro. A Turquia alegou ter abatido a aeronave russa porque esta haveria violado o espaço aéreo turco. Tanto o Estado Maior russo quando o Comando de Defesa Aérea da Síria confirmaram que o bombardeiro russo nunca entrou no espaço aéreo da Turquia.

O presidente russo, Vladimir Putin, chamou o ataque de "punhalada nas costas". As autoridades de Moscou exigem uma investigação, mas o governo turco não tomou medidas firmes até agora.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала