14:33 09 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Defesa da Rússia (214)
    66534
    Nos siga no

    Propostas americanas feitas à Rússia para redução de armas nucleares não têm lógica, e Washington tenta minar a capacidade de defesa russa por meio de uma política de sanções, afirmou neste sábado o vice-ministro de Relações Exteriores, Sergei Ryabkov.

    Na sexta-feira, os EUA pediram à Rússia que discutam maiores reduções em seus arsenais nucleares sob o novo START (Tratado de Redução de Armas Estratégicas, na sigla em inglês) firmado entre os dois países, que entrou em vigor em 2011.

    Segundo Ryabkov, tais conversas são impossíveis. Primeiro porque a Rússia já reduziu seu arsenal nuclear aos níveis da década de 1950 do início dos anos 60; e segundo porque os EUA continuam suas ações de desestabilização ao desenvolverem um sistema de defesa de mísseis global e um programa de não-ataque nuclear para desarmar forças nucleares.

    “A terceira questão que vale a pena mencionar no contexto dos ‘lembretes’ de Washington, é a completa ausência de lógica política e bom senso nas propostas para ‘desarmar’ quando o atual governo americano vem fazendo esforços para minar o potencial de defesa e da indústria militar da Rússia por meio de uma política de sanções de longa data”, disse Ryabkov à RIA Novosti.

    O vice-ministro disse ainda que o retorno às negociações para desarmamento só seria possível se as preocupações e prioridades russas fossem levadas em consideração. 

    Tema:
    Defesa da Rússia (214)

    Mais:

    Rússia adverte Coreia do Norte contra escalada da tensão
    Rússia nunca procura inimigos no palco internacional
    Rússia suspeita que Turquia esteja preparando intervenção militar na Síria
    A melhor defesa é o ataque: Ocidente cai em cima da Rússia
    Tags:
    geopolítica, lógica, negociações, desarmamento, Ministério das Relações Exteriores, Sergei Ryabkov, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar