18:40 15 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Aviação russa combate terrorismo na Síria (111)
    0422
    Nos siga no

    Veja o vídeo de cooperação antiterrorista de aviões russos e sírios no céu da Síria!

    A Força Aeroespacial russa conduziu uma operação de combate conjunta com a Força Aérea síria pela primeira vez, disse o Ministério da Defesa da Rússia nesta quinta-feira (14).

    Os jatos de combate MiG-29 da Força Aérea síria escoltaram os bombardeios russos Su-25 durante a missão aérea antiterrorista sobre a Síria, disse o Ministério da Defesa em um comunicado. 

    “Tripulantes dos aviões Su-25 da Força Aeroespacial russa e os jatos de combate MiG-29 da Força Aérea síria realizaram uma missão conjunta nos céus sobre a Síria. Dois jatos de combate MiG-29 proporcionaram escolto aos bombardeiros de ataque russos que conduziam ataques contra a infraestrutura dos terroristas”, lê-se no comunicado.

    ​Em 30 de setembro de 2015 a Rússia iniciou uma campanha aérea, tendo mais de 50 aviões de combate russos, inclusive Su-24M, Su-25 e Su-34 efetuado ataques de alta precisão contra as posições do Daesh na Síria após pedido do presidente Bashar Assad.

    Os aviões russos coordenam as suas ações com as tropas sírias que operam no terreno.

    A aviação russa fez 311 voos de combate e bombardeou 1.097 instalações dos terroristas na Síria desde o início de 2016, disse o Estado-Maior nesta segunda-feira (11). Mais de 150 aldeias e cidades na Síria foram libertadas durante os últimos 1,5 meses devido ao apoio da Forças Aeroespacial russa ao exército sírio.

    A Síria está em estado de guerra civil desde 2011. O governo do país luta contra um número de fações de oposição e contra grupos islamistas radicais como o Daesh (também conhecido como “Estado Islâmico”) e a Frente al-Nusra.

    Tema:
    Aviação russa combate terrorismo na Síria (111)
    Tags:
    Rússia, Síria, Força Aeroespacial da Rússia, aviação, avião, Força Aérea
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar