10:42 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    25132
    Nos siga no

    A Turquia pretende enviar uma queixa contra a Rússia à Organização Mundial do Comércio (OMC) por causa das sanções impostas contra Ancara, disse o ministro da Economia turco, Mustafa Elitas.

    Ele acrescentou que a Turquia estava coletando as evidências para fundamentar a queixa antes de a enviar à OMC para consideração.

    "Vamos recuperar os direitos de todos aqueles que sofreram em tribunais internacionais," disse Elitas, citado pelo jornal Daily Sabah.

    Por sua vez, Franz Klintsevich, primeiro vice-presidente do Comitê de Segurança e Defesa da câmara alta do parlamento russo, chamou a intenção da Turquia de recorrer à OMC de “absurdo e contra-senso”.

    "Ancara pode se queixar quanto e onde quiser. As medidas restritivas impostas pela Rússia contra a Turquia são a nossa resposta bastante suave para uma punhalada traiçoeira nas costas”, disse o parlamentário russo. 

    As tensões entre os dois países começaram depois que um jato turco F-16 abateu um bombardeiro russo Su-24 sobre o território sírio em 24 de novembro. Ancara alegou que o avião da Rússia tinha violado o espaço aéreo da Turquia. A equipe russa e o Comando Geral de Defesa Aérea síria confirmaram que a aeronave nunca passou para o lado turco.

    Em 28 de novembro, Vladimir Putin assinou um decreto para introduzir medidas econômicas restritivas em relação a Ancara. As medidas proíbem ou restringem as atividades das organizações turcas na Rússia, assim como impede empregadores russos de contratar cidadãos turcos a partir de 1 de janeiro de 2016.

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)

    Mais:

    Rússia impõe três condições à Turquia para superar tensão
    Turquia pode introduzir sanções contra a Rússia, ameaça premiê
    Tags:
    queixa, sanções, OMC, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar