23:32 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev

    Primeiro-ministro da Rússia assina decreto regulamentando sanções à Turquia

    © Sputnik / Dmitry Astakhov
    Mundo
    URL curta
    10141
    Nos siga no

    O Gabinete de Ministros russo divulgou que o primeiro-ministro Dmitry Medvedev assinou nesta quarta-feira (30) o decreto sobre a aplicação de medidas econômicas adicionais contra a Turquia a partir de 1º de janeiro.

    “Ao assinar este decreto, [nós] aprovamos uma lista dos tipos de serviços que estão sendo prestados no território da Rússia por organizações sob a jurisdição da República da Turquia, bem como organizações controladas por cidadãos da República da Turquia e (ou) organizações sob a jurisdição da República da Turquia, que são proibidas a partir 1 de janeiro de 2016”, diz o comunicado do Gabinete de Ministros.

    De acordo com o decreto, Moscou proibiu as agências turísticas, hotéis e empresas prestadoras de serviços turcas de operar na Rússia. A lista se estende também a trabalhos de construção, a atividades de arquitetura e a indústria da madeira serrada.

    As relações de Moscou com Ancara se deterioraram depois que uma aeronave russa Su-24 foi sido abatida por um míssil disparado de um caça F-16 turco sobre a Síria em 24 de novembro. No mesmo mês, o presidente russo, Vladimir Putin, assinou um decreto sobre a introdução de medidas econômicas contra a Turquia, incluindo um embargo à importação de alimentos, bem como restrições em turismo, investimentos, voos charter e um número de projetos de construção.

    Mais:

    Prognóstico para 2016: Turquia poderá enviar tropas para a Síria
    Navio americano reforçará Defesa da Turquia
    Relatório independente prova que Rússia estava certa sobre petróleo do Daesh na Turquia
    ONU pode restringir Turquia
    O Su-24 abatido não apresentava ameaça à Turquia
    Tags:
    medidas econômicas, derrubada, embargos, alimentos, restrições, decreto, assinatura, relações, caça, investimentos, turismo, sanções, Su-24, F-16, Gabinete dos Ministros, Dmitry Medvedev, Vladimir Putin, Ancara, Turquia, Síria, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar