18:34 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados afegãos em uma pausa entre combates, em 21 de dezembro

    Antes do Ano Novo, haverá mais uma tentativa de pacificar Afeganistão

    © AFP 2019 / NOOR MOHAMMAD
    Mundo
    URL curta
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    351
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (25), o exército do Paquistão anunciou que o seu comandante, general Raheel Sharif, terá um encontro com as lideranças políticas e militares do Afeganistão no domingo.

    O anúncio é importante porque as relações entre os dois países não são exatamente perfeitas. O Paquistão acusa o vizinho Afeganistão de não se opor à passagem de militantes ligados ao movmento terrorista Talibã.

    A visita ocorrerá duas semanas depois de uma conferência regional em Islamabad (capital do Paquistão), onde as negociações de paz entre o Afeganistão e o Talibã eram discutidas. A conferência teve a presença também do presidente afegão, Ashraf Ghani Ahmadzai, e representantes dos EUA e da China.

    A China começou a aspirar a ser protagonista no diálogo da pacificação do Afeganistão em julho, ao hospedar uma conferência entre as partes. O encontro anterior, em julho, que reuniu representantes do Paquistão e do Talibã, fracassou depois do anúncio, feito pelas autoridades afegãs, da morte do líder talibã, Mullah Mohammad Omar, dois anos havia. Cabul insistia que a morte tinha acontecido em um hospital paquistanês.

    O problema do Afeganistão fez parte da agenda da cúpula da Organização para Cooperação de Xangai, que teve lugar na cidade russa de Ufá em julho, depois da cúpula dos BRICS.

    A SCO, onde a China e a Rússia são os maiores participantes, tem um organismo dedicado à defesa antiterrorista na região da Ásia Central.

    O Paquistão, junto com a Índia, está esperando a deliberação da SCO sobre o seu pedido de adesão, aceite durante a cúpula de julho.

    Talibã?

    O Afeganistão foi palco, neste ano, de um escândalo internacional, depois do bombardeio de um hospital da organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF), em Kunduz, cidade estratégica previamente tomada pelo Talibã. A OTAN, que assumiu a responsabilidade pelo ato, alegou que havia informações sobre terroristas supostamente escondidos no território do hospital, fato nunca probado.

    Tema:
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    Tags:
    Organização de Cooperação de Xangai (SCO), Talibã, Kunduz, Paquistão, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar