06:34 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Militares iraquianos em frente de uma ponte sobre o rio Eufrates

    Exército do Iraque combate Daesh no centro de Ramadi

    © AP Photo /
    Mundo
    URL curta
    24201
    Nos siga no

    As tropas e as milícias iraquianas tomaram controle da ponte estratégica al-Khor perto do centro da cidade de Ramadi, antes controlada por terroristas do grupo terrorista Daesh (também conhecido como “Estado Islâmico”) e continuam o seu avanço para o centro da cidade, informa a agência iraniana FARS.

    “As forças iraquianas alcançou a área de al-Khor e estão se preparando para atravessar esta ponte e o rio Tigre”, disse à FARS Raed Raisan, comandante da unidade voluntária Hashd al-Shaabi, que participa da operação.

    Depois de tomar controle da ponte, as forças governamentais trabalham para neutralizar as minas deixadas lá pelo Daesh. Depois de acabar o processo, o exército continuará a avançar.

    “60 por cento de Ramadi agora fica sob controle das forças iraquianas e foi limpa de terroristas takfiristas [apelido ofensivo de sunitas radicais usado por xiitas no Iraque e na Sìria]”, disse à FARS Raje Baraka, membro do comitê de segurança do governador de Anbar. 

    “O exército iraquiano assaltou as primeiras linhas defensivas de terroristas do Daesh no centro da cidade e agora está engajado em combates pesados de rua com os terroristas takfiristas”, informaram as fontes militares acrescentando que as forças governamentais tomaram controle de vários distritos no sul de Ramadi e uma via-chave no norte do país.

    Além disso, os militares informaram que tinham limitado o uso de artilharia contra posições do Daesh para evitar perdas entre civis.

    “Cerca de 250-300 militantes do Daesh são prendidos no centro da cidade sem meio de escapar e as forças pro-governamentais estão decididos em usar esta chance de caçá-los um por um”, acrescentou a fonte militar.

    As autoridades militares do Iraque veem com optimismo o curso da operação.

    “Nos próximos dias serão anunciadas boas notícias sobre a retomada completa de Ramadi”, disse nesta quarta-feira (23) o chefe do Estado-Maior, general-tenente Othman al-Ghanemi, citado pelo canal Iraqia TV.

    A cidade de Ramadi fica a cerca de 100 quilômetros ao oeste de Bagdá e é a capital da província de Anbar, a maior província do país situada na parte ocidental.

    Em setembro e outubro de 2014 os terroristas do Daesh lançaram uma grande ofensiva contra a cidade e após meses de combates os militantes capturaram a maior parte da cidade em maio de 2015, inclusive edifícios estatais.

    A organização terrorista Daesh (proibida na Rússia e reconhecida como terrorista pelo Brasil) autoproclamou-se "califado mundial" em 29 de junho de 2014, tornando-se imediatamente uma ameaça explícita à comunidade internacional e sendo reconhecida como ameaça principal por vários países e organismos internacionais. Porém, o grupo terrorista tem suas origens ainda em 1999, quando o jihadista da tendência salafita jordaniano Abu Musab al-Zarqawi fundou o grupo Jamaat al-Tawhid wal-Jihad. Depois da invasão norte-americana no Iraque em 2003, esta organização começou a fortalecer-se, até transformar-se, em 2006, no Estado Islâmico do Iraque. A ameaça representada por esta entidade foi reconhecida pelos serviços secretos dos EUA ainda naquela altura, mas reconhecida secretamente, e nada foi feito para contê-la. Como resultado, surgiu em 2013 o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, que agora abrange territórios no Iraque e na Síria, mantendo a instabilidade e fomentando conflitos.

    Tags:
    combates, confrontos, terrorismo, Daesh, Anbar, Ramadi, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar