03:41 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Barack Obama, ouve o presidente da Rússia, Vladimir Putin

    Políticos americanos veem necessidade de coalizão com a Rússia

    © AFP 2017/ Jewel Samad
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    102557146

    Rússia e Estados Unidos deveriam lutar juntos contra o Estado Islâmico, afirmou a chefe do Comitê de Inteligência do Senado, Dianne Feinstein. Segundo o analista político Vladimir Shapovalov, políticos americanos estão começando a perceber que o problema do terrorismo não pode ser solucionado sem a Rússia.

    De acordo com Feinstein, em entrevista à NBC News, a situação atual seria conveniente para o começo de uma cooperação com os EUA compartilhando dados com a Rússia — algo que jamais aconteceu.

    "Acho que chegou a hora de começarmos a desenvolver uma estratégia conjunta com a Rússia", disse Feinstein durante a transmissão.

    Shapovalov, por sua vez, acredita que declarações como essa são um sinal para o restabelecimento de relações construtivas entre os dois países.

    "Espero que seja o primeiro sinal vindo de políticos e especialistas americanos. É óbvio que a única maneira real de terminar o conflito na Síria e eliminar a ameaça do terrorismo é combinar os esforços", declarou Shapovalov em uma entrevista à Radio Sputnik.

    Segundo o analista, as autoridades dos EUA estão começando a entender que uma colaboração com a Rússia só traria mais resultados positivos do que uma concorrência.

    "O fato de os políticos americanos estarem tocando nessa questão é, acredito, um bom sinal. Mostra que há um ponto-de-virada na classe política americana. Eles estão começando a perceber que é impossível solucionar o problema sem uma coalizão ampla.

    Os EUA, portanto, vivem agora uma luta entre apoiadores de oponentes de uma reaproximação com a Rússia.

    "A iniciativa russa […]confundiu seus planos, e agora os americanos enfrentam um momento da verdade. Ao mesmo tempo, os EUA não entendem muito bem como agir em uma situação assim.

    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)

    Mais:

    Para países asiáticos relações com China são mais benéficas do que com EUA
    Lituânia pede veículos blindados dos EUA para conter ‘agressão russa’
    Opinião: Venezuela tem que defender sua soberania contra as ações dos EUA
    Mídia dos EUA admite novo poderio militar da Rússia
    Confusão dos EUA: ‘Talibã é parceiro importante’
    Tags:
    parceria, terrorismo, coalizão, NBC News, Congresso dos EUA, Estado Islâmico, Síria, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik