03:57 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Militares sírios comemoram mais uma vitória sobre os terroristas em Aleppo.

    Em novo avanço, Exército sírio deixa grande número de terroristas mortos

    © AFP 2017/ George Ourfalian
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    144571541

    As forças do governo da Síria continuam sua ofensiva na província de Aleppo, no norte do país. No último embate, um grande número de terroristas perderam a vida, afirmou nesta segunda-feira um representante do Exército sírio.

    "Nossas Forças Armadas, juntamente com uma milícia popular, continua a realizar operações de sucesso no sul e no oeste da província de Aleppo. Várias vilas e localidades na região agora estão sob controle do Exército sírio. As mais importante estrategicamente são Baraui, Aziziyah, Tel Mamu", disse o general de brigadeiro Ali Mayhoub.

    Ainda segundo o general, os terroristas perderam muitos combatentes e equipamentos militares no último confronto.

    A Síria atravesse uma guerra civil desde 2011, com forças do governo combatendo em várias frentes grupos de oposição e terroristas como o Estado Islâmico e a Frente Nusra.

    Na última semana, a Frente Nusra anunciou o início da segunda fase da batalha por Aleppo. O objeto é retomar controle das áreas que foram recapturadas pelo Exército sírio. 

    As forças do governo, por sua vez, começaram uma ofensiva contra as principais fortificações da Frente Nusra em Aleppo. No fim de semana, o Exército sírio, com apoio popular, avançou na região, deixando dezenas de militantes mortos e feridos.

    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)

    Mais:

    Caças russos destroem depósito de foguetes do EI na Síria (VÍDEO)
    Rússia pretende elaborar lista de grupos terroristas na Síria
    Vladimir Putin: Missão na Síria confirmou aumento da capacidade militar da Rússia
    Pentágono pode enviar mais tropas à Síria
    Tags:
    avanço, exército, terrorismo, Frente Nusra, Estado Islâmico, Ali Mayhoub, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik