08:38 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    20831
    Nos siga no

    Uma operação altamente confidencial do Pentágono incluía uma rede de espionagem na Coreia do Norte de 2004 a 2012 baseada em um grupo americano de missionários cristãos coreanos.

    O líder evangélico cristão Kay Hiramine fundou um movimento humanitário multimilionário e não-governamental chamado Grupo de Serviços Internacionais Humanitário (HISG, na sigla em inglês). 

    No entanto, segundo uma reportagem publicada no Intercept nesta segunda-feira, "Hiramine era um espião do Pentágono e sua ONG foi fundada por meio de um programa altamente confidencial do Departamento de Defesa."

    O grupo operava como parte de um programa do Departamento de Defasa que começou em dezembro de 2004 e seguiu operando durante a maior parte do primeiro mandato de Barack Obama, diz a reportagem.

    "O programa era ideia do oficial sênior de inteligência do Departamento de Defesa general William Jerry Boykin… um cristão evangélico (que)… estabeleceu a ONG porque estava procurando novas… maneiras de infiltrar na Coreia do Norte", diz o texto.

    Em 2003, Boykin recebeu muitas críticas por fazer declarações públicas hostis contra o Islã. 

    "A Coreia do Norte era o alvo de inteligência mais difícil para os Estados Unidos. Mas a ONG de Hiramine, oferecendo ajuda humanitária à população desesperada do país, conseguiu ir aonde outros não conseguiram", escreve o Intercept.

    O Intercept afirma que a reportagem foi resultado de uma investigação de um mês, na qual foram entrevistados mais de uma dúzia de atuais e ex-oficiais militares e de inteligência, trabalhadores humanitários, oficiais dos EUA e ex-integrantes do HISG.

    Segundo Sam Worthington, presidente da Inter Action, associação de cerca de 200 ONGs, usar o HISG para espionagem foi além que o governo americano deveria poder fazer.

    "É inaceitável que o Pentágono ou qualquer outra agência americana use organizações não lucrativas para obter inteligência. É uma violação da confiança básica entre o governo americano e seu setor civil", afirmou.

    Um ex-oficial militar americano, falando em condição de anonimato, disse ao Intercept que o Departamento de Defesa forneceu pelo menos US$ 15 milhões ao HISG durante o período em que o programa esteve ativo. 

    Mais:

    Rússia cria aparelho contra espionagem funcionando sem Glonass ou GPS
    China e EUA se comprometem a parar com a espionagem comercial
    Espionagem dos EUA faz Brasil se preocupar cada vez mais em combater crimes cibernéticos
    Inteligência alemã deleta listas de espionagem da NSA “por acidente”
    Americana é detida na China sob suspeita de espionagem
    Tags:
    espionagem, missionários, ONG, Departamento de Defesa dos EUA, The Intercept, Pentágono, Barack Obama, Kay Hiramine, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar